João Pessoa, 22 de Maio de 2019

COLUNISTAS

Política
14/03/2019 as 11:44min - Wellington Farias
Isso pode, Arnaldo: alerta 48 horas antes sobre ação da Operação Calvário?

Do jeito que as coisas andam, a polícia poderá ter dificuldade para, se necessário, efetuar prisões in loco de envolvidos na Operação Calvário que investiga o escândalo envolvendo graduados figurões do Governo da Paraíba e da Cruz Vermelha. Há vazamentos de informações que talvez possam comprometer a operacionalização das investigações e seus desdobramentos.

Senão vejamos: quarenta e oito horas antes da terceira etapa da Operação Calvário, que aconteceu nesta quinta (14/03) circularam no WhatsApp informações alertando que possíveis envolvidos poderiam ser presos caso dormissem em casa entre a quarta e a quinta-feira... Algumas destas mensagens diziam, inclusive, que até deputados poderiam ser presos.

Não foi totalmente assim, mas em parte foi: realmente, aconteceu a operação hoje de manhã, com buscas e apreensões em várias partes do Estado. E, segundo noticiou a imprensa, o objetivo foi cumprir 11 mandados de busca domiciliar em desfavor de Livânia Maria da Silva Farias, Elvis Rodrigues Farias, Haroldo Rivelino da Silva, Haller Renut da Silva, Gabriella Isabel da Silva Leite, Lucas Winnicius da Silva Leite, Carlos Pereira Júnior (Kolorau Júnior), Maria Laura Caldas de Almeida Carneiro, Josildo de Almeida Carneiro, Saulo Pereira Fernandes e Keydson Samuel de Sousa Santiago, nos autos da medida cautelar ajuizada para fins de coleta de elementos de prova, ainda na fase anterior à denúncia.

É razoável supor, no mínimo, que quem está envolvido nesse rumoroso caso, pode precaver-se e não dormir em casa para não ser acordado pela polícia, nem levado à prisão com as algemas. Mesmo, claro, que depois se apresente espontaneamente já acompanhado de advogado e livre do constrangimento de ser visto pelo público sendo conduzido por agentes da polícia.

E, pelo que nos consta, estas operações são “sigilosas”. Ou deveriam ser...

 

Wellington Farias

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Compartilhe

COMENTÁRIOS