A advogada apontada para representar Najila Trindade, modelo de 26 anos que acusa o jogador Neymar Jr. de estupro, deixou o caso nesta quinta-feira (6).

A informação foi publicada na coluna de Sonia Racy no jornal O Estado de S. Paulo, "Direto da Fonte". Yasmin Pastore Abdalla foi a segunda profissional a defender o caso, antecedida por José Edgar Bueno.

Agora, Najila Trindade será representada por Danilo Garcia de Andrade, que havia sido convidado por Yasmin para assessorá-la na questão, e foi admitido pela acusadora na quarta-feira.

A modelo afirma que, durante um encontro no quarto do atacante, Neymar recusou-se a utilizar preservativo, causando desentendimento entre ambos. Neste momento, Najila teria pedido que o parceiro não avançasse no ato sexual – o que não foi concedido. Ela agora o acusa de agressão e estupro.

Neymar também pode responder na delegacia de crimes virtuais pela divulgação, em seu Instagram, de uma conversa sua com a jovem, e consequentemente de fotos sensuais enviadas a ele.

 

MetroJornal

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bolsonaro é primeiro presidente a participar da Marcha Para Jesus

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) participa na tarde desta quinta-feira (20) da Marcha Para Jesus, evento evangélico que se realiza desde a manhã na Zona Norte de São Paulo. Esta é…

Filho da deputada confessa assassinato e admite ter dado seis tiros no pai

Filho da deputada Flordelis (PSD), Flávio dos Santos, de 38 anos, admitiu ter matado a tiros o pai, o pastor Anderson do Carmo de Souza. Em depoimento à Polícia Civil…