João Pessoa, 13 de Novembro de 2018
Cultura
24/10/2018 as 18:09min - PB Agora
Osufpb faz concerto com obras de compositores brasileiros nesta 6ª

 

A OSUFPB – Orquestra Sinfônica da UFPB realiza, nesta sexta-feira, 26, seu último concerto da série Ariano, que destaca no repertório obras de compositores brasileiros. O evento, que conta com um maestro especialmente convidado para reger o grupo sinfônico,  acontece na Sala de Concertos Radegundis Feitosa, às 20 horas. A entrada é franca.

Para a temporada de 2018, a OSUFPB dividiu seus concertos em séries temáticas, todas com conceitos e propósitos específicos para atingir objetivos mais pedagógicos para o público. Assim, trabalha seu objetivo de formar plateia para o público paraibano apreciador de obras sinfônicas. O concerto desta sexta é o último da série Ariano, que homenageia o escritor e dramaturgo paraibano Ariano Suassuna. Esta série homenageia obras de compositores brasileiros.

O repertório composto pelo Concerto para Violão e Pequena Orquestra, de Heitor Villa-Lobos (1919-1989), pelo Concerto para Cordas Nº 1 – A Cidade Adormecida, do compositor paulista Alexandre Guerra (1971), além do Ponteio para Cordas, do amazonense Claudio Santoro, cujo centenário de nascimento se comemora no ano que vem. O concerto culmina com  Bachianas nº 9,  consagrada obra de Villa-Lobos.

Para esse momento especial em que se homenageia a música brasileira para concerto, foi convidado o maestro paulistano Guilherme Mannis, que é regente titular da Orquestra Sinfônica de Sergipe. O maestro também faz masterclass de regência para alunos do Departamento de Música da UFPB, sedimentando os intentos acadêmicos de sua vinda à UFPB.

As obras para violão serão executadas pelo músico paraibano Cledinaldo Junior, que executará o Concerto para Violão e Pequena Orquestra, de Villa-Lobos, uma obra composta já no final de sua carreira pelo emblemático compositor para o renomado violonista espanhol Andrés Segovia.

Guilherme Mannis  (regente)

 

O paulistano Guilherme Mannis é Diretor Artístico e Regente Titular da Orquestra Sinfônica de Sergipe (Orsse) desde 2006. É considerado pela comunidade nacional como o maestro responsável pela inserção desta orquestra no cenário artístico brasileiro, realçando-se a realização de diversas temporadas anuais, variadas gravações de música brasileira, comissionamento de obras, turnês nacionais, participações em Festivais Internacionais e realização de óperas em concerto, dentre as quais destacam-se Aida, La Bohème e Tosca.

Sob a sua direção, a Orsse promoveu também apresentações pelo interior do Estado de Sergipe e a popularização do acesso à música de concerto. Mannis foi também responsável pela concepção do projeto social Orquestra Jovem de Sergipe, proporcionando ensino musical a centenas de jovens carentes de Aracaju.

Como regente convidado, tem dirigido importantes grupos no Brasil e exterior. Premiado em diversos concursos, Guilherme Mannis é bacharel, mestre e doutorando em Música pelo Instituto de Artes da Unesp. É professor do Departamento de Música da Universidade Federal de Sergipe (UFS) e gestor artístico e regente titular de dois projetos experimentais desta instituição: Orquestra e Coro da UFS.

 

Cledinaldo Junior (solista)

Iniciou seus estudos musicais na Escola de Música Antenor Navarro, sob a orientação do Prof. Guilherme Calzavara. Posteriormente, concluiu a Licenciatura em Música, sob orientação do Dr. Gilson Antunes e, em seguida, o Bacharelado em Violão sob orientação do Dr. Albergio Diniz. É Mestre em Música na área de Educação Musical sob orientação do Dr. Luis Ricardo Silva Queiroz.

Fora do contexto acadêmico, destaca-se pelas premiações em concursos, obtendo o segundo lugar no XVIII Concurso Nacional de Violão Musicalis (SP) e no I Concurso de Violão Amaro Siqueira (RN), e primeiro lugar no XIII Concurso de Violão do Conservatório Villa-Lobos da FITO (SP) e II Concurso de Violão Amaro Siqueira (RN).

Participou de festivais de cunho nacional e internacional no Brasil, a exemplo do Festival Internacional de Música de Campina Grande (PB), Festival de Música Sesc Pelotas (RS), Oficina da Música de Curitiba (PR), Festival de Violão de Teresina (PI), Festival Internacional de Música de Goiânia (GO) e Festival de Campos do Jordão (SP).

 

A OSUFPB

A OSUFPB é um equipamento cultural da UFPB pertencente ao Centro de Comunicação, turismo e Artes e ligado aos Departamentos de Música e Educação Musical da instituição. A Orquestra tem finalidades pedagógicas que envolvem professores e alunos da UFPB, além de contribuir para a formação de plateia para o público pessoense. Atualmente conta vinte e um músicos fixos – todos de cordas - e com a participação eventual de professores e alunos dos cursos de música da UFPB, além de colaboradores voluntários da cena sinfônica paraibana.

 

 

Redação com Assessoria

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Compartilhe