O governador eleito da Paraíba, João Azevêdo, prestigiou neste domingo (9) o concerto de Natal da Orquestra do Programa de Inclusão Social através da Música e das Artes (Prima). O evento ocorreu no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa, e reuniu cerca de 400 alunos de vários polos do Estado. Também prestigiaram a apresentação, o governador Ricardo Coutinho, a vice-governadora Lígia Feliciano, o deputado federal Damião Feliciano e auxiliares do governo.

Na ocasião, o governador eleito destacou a potencialidade do Prima em oferecer uma nova perspectiva de vida para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e revelou o interesse de ampliá-lo em seu governo.

“A nossa intenção é de ampliar o Prima, não só para a música, mas para as artes cênicas e para a dança, é isso que queremos fazer. Nós sabemos que em vários recantos da Paraíba há talentos esperando apenas uma oportunidade para surgir”, declarou.

O governador Ricardo Coutinho afirmou que a Paraíba conta hoje com uma das maiores redes de orquestras do país e enalteceu a importância social do projeto.

“Esse programa foi muito sonhado e quando pensei em constituir uma rede de orquestras para jovens que vivessem em situação de vulnerabilidade social não foi só para oferecer o ensino de música, mas para dar a eles a perspectiva de conquistar a cidadania através da arte. O Prima foi criado para dar um outro sentido à vida da juventude”, disse.

O secretário de Cultura do Estado, Lau Siqueira, projetou a ampliação do Prima durante o governo de João Azevêdo.

“O concerto é um momento de celebração. O governador João Azevêdo vai dar uma atenção para que o projeto continue crescendo, inclusive, em outras linguagens, para que a gente consiga ter uma perspectiva cultural para a juventude”, assegurou.

Já o coordenador-geral do Prima, Milton Dornellas, informou que o Prima está distribuído em 16 municípios paraibanos e já conta com 26 polos. Ele também comemorou o ingresso de jovens, oriundos do projeto, em universidades.

“O Prima é transformador. Hoje, nós já temos 30 alunos cursando nível superior de Música na UFPB, UFCG e no IFPB, temos alunos que passaram para Medicina, Matemática, Letras e outros ganharam bolsas de estudos nos Estados Unidos, no Canadá e isso é resultado desse trabalho. Nós não ensinamos apenas música, nós fortalecemos o cidadão”, observou.

Em um discurso emocionado, a maestrina Priscila Santana agradeceu a oportunidade de realizar um sonho e de contribuir para o resgate da autoestima de jovens da Paraíba.

“Esse não é apenas um trabalho, é um sonho de permitir que crianças e jovens tenham dignidade, realizem seus sonhos. Isso é política pública, que vai do Litoral ao Sertão, e permite que as pessoas tenham a capacidade de sonhar independente da condição financeira, de raça e crença”, disse.

Moradora do município de Pilõezinhos, Franciele Galdino, aluna do Prima desde 2015 e estudante de Canto Lírico, revelou que sonha em ser professora do programa.

“O Prima me deu a oportunidade de conhecer a música clássica que eu não conhecia. O projeto me deu oportunidades de vida. Hoje eu faço licenciatura de canto lírico e tenho planos de me formar e ser professora do Prima e passar a outras pessoas o que aprendi”, falou.

Já o gerente de vendas, Samuelson Vital, que prestigiou a primeira apresentação do filho, que ingressou no Prima há seis meses, destacou a importância do programa.

“O mais importante é desenvolver uma habilidade nas crianças. O projeto é extraordinário e aconselho os pais a incentivarem os filhos para termos uma Paraíba bem mais musical”, falou.

O repertório da apresentação de Natal da Orquestra do Prima foi marcado pelos clássicos Carmina Burana, de Carl Orff; Tico-tico no fubá, de Zequinha de Abreu; Dominguineando, de Dominguinhos; Beradêro, de Chico César; Suíte Nordestina, de Duda; Finlândia, de Jean Sibelius; Balança eu, de José Siqueira; e Feira de Mangaio, de Sivuca.

O Prima está presente nos municípios de João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Santa Rita, Guarabira, Bananeiras, Pedras de Fogo, Conde, Picuí, Patos, Monteiro, Itaporanga, Sousa, Catolé do Rocha, Cajazeiras e Sapé e tem o objetivo principal de promover o acesso à educação musical de crianças e jovens que residem em áreas de vulnerabilidade social.

 

 

Redação 

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Estação do Turista é mais uma opção na agenda d’O Maior São João do Mundo

A Estação do Turista é mais uma novidade para quem deseja conhecer a história do São João de Campina Grande. O ambiente funciona ao lado da Vila Junina, onde estão instalados o…

Programação deste domingo do São João de CG tem mais de 15 horas de forró

O Maior São João do Mundo chega ao 10º dia de festa neste domingo, 16, e os forrozeiros terão uma longa e diversificada programação para aproveitar, com mais de 15…