Os cristãos revivem nesta Quinta-feira Santa (18), a Última Ceia de Jesus com os seus discípulos, e o gesto do Lava Pés. Para os cristãos, a celebração da marcou a instituição da Eucaristia e do Sacerdócio.

Na Catedral de Nossa Senhora da Conceição, a Celebração Eucarística será realizada às 17h e será presidida pelo bispo diocesano Dom Dulcênio de Fontes. . Em João Pessoa, a quinta-feira Santa tem missas e procissão na programação da Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves.

As celebrações da Quinta-feira Santa começaram em Campina Grande às 8h30 com a missa dos Santos Óleos que reuniu centenas de fiéis e sacerdotes na Catedral de Campina Grande.

A missa é voltada para a renovação dos votos sacerdotais dos padres e foi conduzida pelo bispo Dom Dulcênio Fontes, que abençoou os óleos sacramentais que serão destinados para as paróquias.

Mais de cem padres participaram da celebração. Em sua homilia, dom Dulcênio falou da fraternidade e da comunhão que deve existir no Clero. Destacou a sublime missão dos sacerdotes, como homens abnegados que se doaram em favor da Igreja e do Povo de Deus.

Dom Dulcênio falou do seu zero e cuidado com os padres, e pediu aos sacerdotes para serem santos, seguindo os passos do Pastor Jesus Cristo.

Já o arcebispo metropolitano da Paraíba, dom Manoel Delson, destacou em entrevista a rádio Correio FM sobre a celebração cristã do período de Quaresma e Páscoa.

– Precisamos muito da misericórdia divina, principalmente nesse tempo tão difícil, complicado e conturbado com tantas crises de todos os tipos. Precisamos de uma luz para iluminar esse mundo de trevas, violência, individualismo. A Páscoa é uma transformação: é a mudança das trevas para a luz, do mal para o bem, da morte para a vida plena com a ressurreição. A Páscoa que era tradição do povo judaico de celebrar a libertação da escravidão no Egito, foi no período que Jesus foi crucificado e ficou como a Páscoa Cristã, Paixão, Morte e Ressurreição que a cada ano atualizamos a celebração vivenciando e recebendo a esperança para uma nova vida – disse.

Ele explicou que a Quaresma se inicia na quarta-feira de cinzas, após o Carnaval, e termina nesta quarta-feira.

O arcebispo convocou os fiéis a praticarem a liturgia do lava-pés no significado mais puro do amor ao próximo, do respeito, da solidariedade, de acolhimento, do ato de fé e esperança, da tolerância e do perdão. Segundo o clérigo, este é o real significado  desse ato que Deus deixou para o homem.

“Depois que Jesus institui a eucaristia, a razão do ser da Igreja que celebra a paixão e morte de Jesus Cristo, este é o momento que congrega toda a compreensão do mistério divino quando se doa para nós, quando Deus se faz alimento para nos salvar nos deixando a maior lição do mandamento do amor”, disse.

Ele explicou ainda que a atitude de Cristo de lavar os pés dos seus discípulos foi para nos ensinar que devemos servir uns aos outros. “Todos nós deveremos ter essa atitude de humildade porque quando nos tornamos humildes promovemos o bem do outro e a vida”, ressaltou.

Com a Missa da Ceia do Senhor, celebrada na tarde de quinta-feira, a Igreja dá início ao chamado Tríduo Pascal e comemora a Última Ceia, na qual Jesus Cristo, na noite em que vai ser entregue, ofereceu a Deus-Pai o seu Corpo e Sangue sob as espécies do Pão e do Vinho, e os entregou para os Apóstolos para que os tomassem, mandando-lhes também oferecer aos seus sucessores.

O professor e missionário da Canção Nova Felipe Aquino explicou que nesta Missa faz-se, portanto, a memória da instituição da Eucaristia e do Sacerdócio. Durante a missa ocorre a cerimônia do Lava-Pés que lembra o gesto de Jesus na Última Ceia, quando lavou os pés dos seus apóstolos.

O sermão desta missa é conhecido como sermão do Mandato ou do Novo Mandamento e fala sobre a caridade ensinada e recomendada por Jesus Cristo. No final da Missa, faz-se a chamada Procissão do Translado do Santíssimo Sacramento ao altar-mor da igreja para uma capela, onde se tem o costume de fazer a adoração do Santíssimo durante toda à noite.

A programação da Semana Santa da Igreja Católica consistirá na Missa dos Santos Óleos na quinta-feira (18) pela manhã, e, à tarde, acontecerá o Tríduo Pascal com a celebração do Lava-Pés, Eucaristia e Mandamento Novo do Amor.

Na sexta-feira (19) às 15h, em todas as paróquias, acontecerá a celebração da Paixão de Cristo. No sábado (20) acontecerá a Vigília Pascal com a celebração da Bênção do Fogo, Círio Pascal, a Bênção da Água Benta, Canto da Proclamação da Ressurreição.

Severino Lopes

PB Agora

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Caminhos do Frio chega na cidade de Matinhas, PB, nesta segunda-feira

Depois de passar por Areia e Pilões, a rota Caminhos do Frio chega na cidade de Matinhas nesta segunda-feira,  Região Metropolitana de Campina Grande. Entre as atrações da programação, está…