João Pessoa, 12 de December de 2017
Esportes
13/10/2017 as 08:13min - PB Agora
 Ação do Inter-PB, FPF e CSP intimados para contrapor

Após receber o parecer do procurador geral, Marinaldo Roberto Barros, o Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba deu um prazo, de até amanhã, para que a Federação Paraibana de Futebol e o Clube Sportivo Paraibano se manifeste sobre o processo impetrado pelo Internacional, que denuncia irregularidade no CSP, e solicita a vaga para voltar a Primeira Divisão, já em 2018.



Ontem, o presidente do CSP, Josinaldo Alves, disse que agora as coisas serão esclarecidas. Ele se diz tranquilo, e que seu direito é bom. "De todas as coisas alegadas pelo Internacional, a única coisa certa, e mesmo assim de forma incompleta, é que realmente estamos tendo dificuldades de fazer transações com os atletas junto ao BID. Porém, isto aconteceu algumas vezes, e outras não.



Pode ser até um problema no sistema do BID. Não existe nada oficial, nem na CBF, nem na FPF", afirmou Josinaldo. Pelo lado da FPF, ontem, o diretor jurídico, Marcos Souto Maior Filho, disse que recebeu a solicitação do TJD, para que a entidade se manifeste sobre o caso, porém não viu o teor ainda do documento, nem leu o parecer da procuradoria geral do tribunal.



"Eu ainda vou ler com calma o documento, para preparar os nossos esclarecimentos sobre o caso. Estou sabendo que a procuradoria deu um parecer contrário as reivindicações do Internacional, mas não sei baseado em que, nem o teor do texto. É preciso analisar todos os fatores, para fazer a nossa posição sobre o assunto”, disse.


Redação

Compartilhe