João Pessoa, 18 de December de 2017
Mundo
14/05/2017 as 07:52min - PB Agora
França empossa novo presidente

 A França empossou seu novo presidente na manhã deste domingo (14). O centrista Emmanuel Macron, de 39 anos, recebeu o cargo do socialista François Hollande em uma cerimônia reservada no Palácio do Eliseu. Ele chegou ao poder após a vitória sobre a candidata da extrema-direita Marine Le Pen no último dia 7.

Em seu primeiro discurso após ser empossado, Macron prometeu superar as divisões da sociedade, mostradas na campanha eleitoral e buscar a construção de uma França forte e segura. "A divisão e as fraturas em nossa sociedade devem ser superadas. O mundo e a Europa precisam mais do que nunca da França e de uma França forte, que fala em voz alta pela liberdade e pela solidariedade", declarou Macron.

Ele afirmou ainda que os franceses o elegeram pela "esperança" que representa e seu "espírito de conquista", segundo a Rádio França Internacional.

Cerimônia
O carro transportando Emmanuel Macron chegou pontualmente às 10h (5h, no horário de Brasília) ao palácio e ele pisou no tapete vermelho dois minutos depois e foi recebido por François Hollande que o esperava no hall de entrada com um sorriso. O eleito caminhou lentamente ao encontro do presidente que deixa o cargo. Os dois trocaram um aperto de mãos, se voltaram aos fotógrafos e depois adentraram ao palácio.

 

Como acontece nos Estados Unidos, um momento alto da transmissão de cargo na França foi a comunicação da senha de lançamento da bomba nuclear. Logo depois de chegar ao Eliseu, Hollande e Macron se reuniram a sós no gabinete presidencial por cerca de 40 minutos em um momento considerado solene. Eles trocaram informações sobre alguns segredos de Estado, e o presidente em fim de mandato faz algumas recomendações que considera importantes. Em seguida, Macron visitou o Posto de Comando Júpiter, uma espécie de bunker na ala leste do palácio capaz de resistir a um ataque nuclear.

Às 11h08 no horário local, o agora ex-presidente François Hollande deixou o Palácio do Eliseu sob aplausos. Um carro o aguardava no tapete vermelho e o conduziu para fora do palácio com o aceno de Emmanuel Macron.
Antes, os dois conversaram a portas fechadas por cerca de uma hora e trocaram informações sigilosas, de acordo com a Rádio França Internacional.

Ao contrário do Brasil, o presidente francês não faz um juramento. Macron foi condecorado exatamente às 11h24 no horário local (6h24 em Brasília) com um colar de ouro de Grão Mestre da Legião de Honra e foi declarado presidente da República em plenos poderes no cargo.

A curiosidade desta vez foi que Emmanuel Macron chegou sozinho, sem a mulher, Brigitte. O detalhe parece insignificante, mas não é. Tradicionalmente, os presidentes franceses casados chegam de carro acompanhados de suas esposas. A razão dessa escolha do cerimonial foi que o socialista François Hollande não tem companheira oficial morando com ele no Eliseu. Ele namora a atriz Julie Gayet, mas ela nunca assumiu responsabilidades oficiais.

 

As cerimônias continuarão com uma saudação à Guarda Republicana, 21 tiros de canhão disparados na esplanada dos Inválidos, um desfile de carro pela avenida do Champs Elysées até o Arco do Triunfo e um almoço para um seleto grupo de convidados.
Ainda neste domingo, Macron se reúne com uma delegação do Comitê Olímpico Internacional, que estará em Paris a partir de domingo para uma visita de três dias, visando a atribuição da cidade sede dos Jogos Olímpicos de 2024. A capital francesa concorre com Los Angeles, nos Estados Unidos.

Ele ainda fará um outro discurso, no final da tarde, na sede da prefeitura de Paris, com transmissão nos telões instalados na esplanada do governo municipal.
Primeira viagem e escolha no governo

Na segunda-feira (15), Macron faz sua primeira viagem internacional como presidente. Ele segue para Berlim e vai encontrar a chanceler Angela Merkel. O fortalecimento da União Europeia e da zona do euro devem ser temas principais. A Alemanha como primeiro destino oficial é uma tradição entre novos presidentes franceses.

G1
 

 

Compartilhe