De olho nos riscos da disseminação de informações pelas redes em ano eleitoral, o Poder Judiciário está focado em combater às “fake news”, ou notícias falsas criadas e espalhadas nas redes sociais. A criação e divulgação inescrupulosa de boatos  disfarçados de notícias sobre adversários, prática antiga nas disputas eleitorais, agora tremendamente potencializada pela Internet. 

O debate é tão importante que deveria ser ampliado. Tenho até uma sugestão. Mentiras com objetivos eleitoreiros, por exemplo, deveriam ser objeto de um valiosíssimo debate sobre “fake promisses” para discutir os truques mais utilizados por marqueteiros e candidatos na hora de confeccionar falsas promessas de campanha.

Podemos começar o debate pelas últimas eleições na Paraíba? Fica a dica. Quando o assunto é mentira para enganar eleitores, conversa não falta.

Por Ytalo Kubitschek

Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Confira o que abre e o que não funciona nesta segunda (24)

O feriado de São João nesta segunda-feira (24) deve alterar os horários de funcionamento do comércio, trens, repartições públicas e bancos. O Sindicato dos Bancários da Paraíba declarou que os…

Corpo é encontrado em açude de Lagoa Seca

Na manhã desta segunda-feira (24), um corpo foi encontrado em um açude localizado nas proximidades ao posto policial às margens da rodovia PB-095 na cidade de Lagoa Seca. De acordo…