O sistema coletivo de Campina Grande sofrerá mudanças a partir do próximo  sábado (12). Os usuários de transporte público poderão utilizar um sistema temporal integral que possibilita fazer a integração por toda a cidade.

 

O projeto da Integração Temporal, aprovado no dia 27 durante uma reunião do Conselho Municipal de Transportes Públicos (Comupt), foi proposto pelo prefeito Romero Rodrigues, como alternativa ao aumento da tarifa de ônibus na cidade.

O novo sistema de integração foi apresentado na manhã desta terça-feira (8) durante outra reunião com o Comutp, na qual o protótipo do projeto foi apresentado pelo Sindicato das Empresas de Passageiros de Campina Grande (Sitrans).

 

O sistema possibilitará ao passageiro, em qualquer ponto da cidade, pegar um segundo ônibus sem pagar a mais por isso.

De acordo com o Sitrans, o projeto terá restrições. Uma delas é que o usuário terá uma hora para passar o cartão no segundo ônibus, contando desde o momento em que passar o cartão no primeiro ônibus. Caso o tempo seja esgotado, o sistema cobrará outra passagem do usuário. Além disso, os veículos não podem ser da mesma linha.

“Segundo estudos realizados, uma hora é o suficiente para que os passageiros façam essa integração temporal, e o usuário só poderá pegar o segundo ônibus se o veículo for de outra linha. Se por acaso houver algum caso isolado, vamos avaliar e mudar esse tempo”, explicou o vice-presidente do Sitrans, Adalberto Nascimento.

O sistema vai funcionar também para a área do Terminal de Integração. De acordo com o superintendente da STTP, Félix Araújo Neto, o projeto de integração temporal também está aberto no terminal, mas com as mesmas restrições. A Integração Temporal vale também para os distritos de Campina Grande.

Uma campanha educativa para explicar sobre como funciona o sistema aos usuários também será realizada na cidade pelos agentes da STTP. Após 15 dias do projeto em vigor, será feita outra reunião entre prefeitura e Conselho Municipal de Transportes para analisar se o sistema precisa de novos reajustes.

O prefeito Romero Rodrigues (PSDB) afirmou que a pretensão da criação do Cartão Temporal, junto à Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos de Campina Grande (STTP), é permitir que qualquer cidadão possa, com apenas uma passagem, fazer o seu itinerário e pegar um outro ônibus até o ponto final.

 

– O Cartão Temporal vai se aplicar no município por inteiro, inclusive dentro do Terminal de Integração. A vantagem é muito grande, porque vai diminuir o tempo de resposta de qualquer usuário de transporte público. É um avanço e uma conquista na questão da rapidez e da comodidade – disse.

PB Agora

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Chuva causa novo deslisamento na barreira do Cabo Branco; veja a previsão do tempo

O coordenador da Defesa Civil, Noé Estrela informou que nas últimas 72 horas choveu mais de 368 milímetros, na cidade de João Pessoa. Ainda segundo o órgão, neste domingo (16),…

Vídeo: veículo é engolido’ por cratera após chuvas em JP

As fortes chuvas que vem caindo na Paraíba vêm deixando grandes transtornos aos paraibanos, além dos alagamentos, panes em semáforos e trânsito lento por conta das chuvas que caem em…