Em nota encaminhada à imprensa nesta quarta-feira (12), dia dos namorados, o Lovina Tropical Bar e Restaurante negou a existência de produtos vencidos sendo comercializados pelo estabelecimento e explicou que o que ocorreu foi apenas a falta de etiqueta, em alguns produtos manipulados, que identificassem a veracidade da validade.

Na nota, a empresa explica que está encaminhando toda a documentação necessária para comprovar a veracidade, ao mesmo tempo que ratifica sua preocupação com o bem estar de seus clientes.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em respeito aos nossos clientes e aos nossos seis anos de história fomentando o turismo e o desenvolvimento local com a geração de oportunidades, empregos e renda, o Lovina Tropical Bar e Restaurante vem por meio desta nota esclarecer as notícias veiculadas na imprensa referente a interdição realizada pela Vigilância Sanitária, nesta terça-feira (11), na operação "Consumo Seguro". Desencadeada pelo Ministério Público, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) e Receita Estadual em alguns estabelecimentos de João Pessoa e Cabedelo. 

A Vigilância Sanitária verificou no nosso estabelecimento produtos manipulados com ausência de etiquetas de identificação do prazo de validade. 

Você que é nosso cliente, sabe que prezamos pela qualidade dos nossos produtos, atuando com responsabilidade e incansável trabalho para oferecer serviços de lazer com excelência. Atestado não só pelos cidadãos paraibanos como confirmada pelos consumidores de todo país. 

A direção está apresentando todas as documentações requisitadas pelos poderes envolvidos para que dentro de um prazo mínimo possamos voltar ao funcionamento normal.

Assessoria de Imprensa Lovina Beach Club 

Skarllety Fernandes 

LEIA TAMBÉM

Lovina e Praiano Bar são interditados e gerentes são presos

Redação

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Caminhonete colide em ônibus e deixa trânsito lento na Alça Sudoeste

Uma colisão entre uma caminhonete e um ônibus, na tarde desta segunda-feira (14), deixou o trânsito lento nas imediações da Alça Sudoeste, em Campina Grande. Um terceiro veículo também teria sido…

Empresa de ônibus São Jorge é condenada a pagar R$ 50 mil por morte de ciclista

Justiça condena empresa de transporte coletivo a pagar indenização de R$ 50 mil por morte de ciclista A empresa Viação São Jorge foi condenada a pagar uma indenização de R$…