A aparição do deputado federal eleito pelo PSL-PB Julian Lemos ao lado da futura ministra da Mulher durante fala à imprensa nesta quinta-feira (6) não pegou bem. O Uol (clique no link para ler a matéria) alfinetou a presença de Julian e destacou que o parlametar "foi alvo da Lei Maria da Penha três vezes".

Damares Alves foi anunciada como futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos. Ela fez um pronunciamento à imprensa e ao lado da futura ministra posaram, além de Julian Lemos, o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Ainda de acordo com a publicação, "Lemos é investigado em um inquérito policial por lesão corporal contra a irmã", diz o texto.

Além do Uol, o IstoÉ e o Jornal do Brasil também repercutiram a presença de Julian Lemos ao lado da futura ministra da Mulher.

""

PB Agora
Foto: Dida Sampaio / Futura Press

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Efraim presidirá Frente que vai atuar no enfrentamento a produtos falsificados no Brasil

O deputado federal Efraim Filho (DEM) foi reconduzido à presidência da Frente Parlamentar em Defesa do Mercado Legal, na Câmara Federal. De acordo com o deputado, a Frente atuará com…

Vídeo: ”Vamos soltar áudio quando o material estiver publicado”, diz Greenwald

Ao ser desafiado pela parlamentar Carla Zambelli (PSL) durante a audiência na comissão a mostrar provas sobre a autenticidade das mensagens publicadas sobre Moro e Dallagnol, o jornalista Glenn Greenwald,…