O senador Renan Calheiros (MDB-AL) usou a gráfica do Senado para imprimir um livro com 489 páginas em que defende sua biografia e apresenta “reflexões que a grande mídia não vê ou prefere não ver”. A publicação foi distribuída nos gabinetes dos senadores e deputados e a parlamentares eleitos que assumirão em 1º de fevereiro. Embora negue publicamente que será candidato à presidência da Casa, cargo que já ocupou por três vezes, Renan articula nos bastidores a sua candidatura.

“Neste livro você irá se deparar, aqui e ali, com fatos, relatos e reflexões que a grande mídia não vê ou prefere não ver. Coloco-as à disposição e ao juízo do leitor. Espero que o ajude a compreender decisões e atitudes que tomei e as consequências delas advindas”, diz o senador na introdução de Democracia Digital. “Sirva-se do livro. Leia-o nas férias e bom proveito”, sugere na apresentação.

"" (Reprodução da capa do livro. Ele rodou 2 mil exemplares e diz que vai mandar imprimir outros 2 mil)

Congresso em Foco

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

OPINIÃO: Tragédia de Camará completa 15 anos. População comemora reconstrução e Pitombeira “sangra”

Existe uma crença que o brasileiro tem “memória curta”. Não vou discordar totalmente dessa “teoria empírica”. Mas sempre é bom ativar nossas lembranças adormecidas e lembrar que, exatamente há quinze…

Na PB, aliada de Bolsonaro prega fim aos marajás da Previdência

Em solo paraibano no último final de semana, a deputada Joice Hasselman (PSL/SP), atual líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, pregou fim ao que classificou de ‘marajás da…