A ex-primeira dama do Estado da Paraíba, a jornalista Pâmela Bório, atualmente filiada ao PSL do presidente Jair Bolsonaro, voltou a virar polêmica, nesse final de semana, após declarações ácidas contra o judiciário paraibano. A jornalista colocou em xeque a lisura dos magistrados em suas decisões por ser, segunda ela, uma classe cooptada e corrupta.

Pâmela chegou a citar o juiz Aluízio Bezerra entre os supostos alvos da cooptação, alertando que a hora, não apenas dele, mas também de outros juristas, estaria próxima.

Vocês sabem porque nós, paraibacas, continuamos a sermos roubados constantemente, porque estamos com um judiciário cooptado e corrupto, porque no nosso judiciário, aos omissos, mas também aos parceiros de crime, aos juízes que vendem sentenças. Isso nós já denunciamos, já comprovamos. Áudios foram vazados. Desembargador Aluízio Bezerra que sempre facilita as ações do governo do Estado da Paraíba, a sua hora está chegando também, senhor, Vossa Excelência. E Vossa Excelência é só um exemplo. Temos uma lista de juristas, disparou.

O discurso de Pâmela foi registrado no último domingo (07), durante um ato a favor da Lava Jato no Busto de Tamandaré, em João Pessoa, Capital da Paraíba. Apesar de divulgado, o evento atraiu apenas um público pequeno ao local.

O trânsito sequer necessitou ser desviado devido a baixa adesão da população.

ASSISTA

PB Agora

 

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Hugo Motta diz que mudança de nome de sigla atende o povo

O deputado federal Hugo Motta, presidente do PRB na Paraíba, comentou sobre a mudança de nome da sua sigla, algo que para o parlamentar não representa uma tática de marketing,…

OPINIÃO: Tragédia de Camará completa 15 anos. População comemora reconstrução e Pitombeira “sangra”

Existe uma crença que o brasileiro tem “memória curta”. Não vou discordar totalmente dessa “teoria empírica”. Mas sempre é bom ativar nossas lembranças adormecidas e lembrar que, exatamente há quinze…