Ainda sobre o áudio que foi enviado ao PB Agora e outros portais de notícias paraibanos no qual se ouve o prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PV), o secretário municipal de Saúde, Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares, secretário do Desenvolvimento Social, em diálogo sobre supostas negociações de verbas para a campanha eleitoral de 2018, o líder do governo, vereador Milanez Neto (PTB), disse que não sabe quem poderia ter gravado.

 

“Não sei quem teria a intenção de fazer isso (gravação)”, disse Milanez ao ser indagado de onde acha que o áudio teria vazado. Conforme o líder do governo, o prefeito Cartaxo está sendo vítima de uma rede arapongagem e não tem nem o quê se comentar sobre o áudio.

 

“Sabemos da realidade e o conteúdo de tudo isso. O que nós estamos determinados a fazer é continuar a trabalhar muito pela cidade de João Pessoa”, destacou.

 

 

PB Agora

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos



Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Nas redes sociais, presidente do PT da PB reforça inocência de Lula

Em postagem nas redes sociais, logo após o resultado do julgamento no Superior Tribunal de Justiça ,que reduziu de 12 para 8 anos a pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula…

Na hora de elaborar lei, Bolsonaro despreza até estatísticas dos técnicos

Em 2017, 34,3 mil pessoas morreram em decorrência de acidentes em vias e rodovias. Os dados são do Sistema Único de Saúde (SUS). No período, o sistema registrou 181,1 mil…