João Pessoa, 19 de Março de 2019

COLUNISTAS

Política
04/02/2019 as 10:10min - Wellington Farias
Reforma do prédio da Assembleia cometeu erro grave: ignorou os deficientes físico

Embora elogiado por quase todos, o projeto arquitetônico que orientou as alterações físicas no prédio da Assembléia Legislativa da Paraíba, cometeu um gravíssimo erro: ignorou, por completo, às necessidades básicas de locomoção e acessibilidade dos deficientes físicos.

A primeira vítima da lambança arquitetônica (imperdoável, por sinal) foi a deputada Cida Ramos (Rede), que também sofre de deficiência física. “Eu não tenho nem como ocupar a tribuna da Casa, porque da forma que foi feita vou ser degolada”, queixou-se a parlamentar ao PBAgora, com notícia indignação.

O pior é que, em tempo hábil, a deputada Cida esteve no local com uma comissão de deficientes e apontou as falhas. Uma delas: o plenário não estava dentro das normas estabelecidas pela Lei de Acessibilidade e Inclusão. “Tomarei todas as providencias para que a presença de todos os paraibanos seja garantida nesta Casa”, concluiu Cida Ramos, prometendo discurso a respeito nesta terça-feira (5/1).

Dona da maior votação da história do Poder Legislativo, Cida Ramos é deputada de primeiro mandato.

Wellington Farias

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Compartilhe

COMENTÁRIOS