João Pessoa, 20 de Maio de 2019

COLUNISTAS

Política
14/02/2019 as 20:16min - Wellington Farias

Nesta Paraíba velha de guerra tudo é "politicalhizado" (derivado de politicalha). Em tudo tem que ter a politicalhização. Uma regra da qual não escapam nem mesmo as inundações e catástrofes eventuais.

Esta semana João Pessoa voltou a ser transformada num "mar". Nos pontos mais críticos de inundações se viu, desde carro boiando, até peixes vivos e saltitantes saindo de galerias, além de divertidos moradores do bairro da Torre transitando de caiaques pela avenida. Esta valvez tenha sido uma das situações mais críticas já vistas até agora.

Antes de buscar solulções, os poderes públicos tratam de arranjar culpados e, claro, os encontram sempre em seus adversários políticos. Aliados da Prefeitura de João Pessoa, por exemplo, passaram a culpar a Cagepa, empresa pública do Governo do Estado,. pelos alagamentos; já os aloiados do governo culpavam a gestão do prefeito Luciano Cartaxo por um problema que se arrasta desde que João Pessoa existe.
Esta é uma situação daquelas que todos tem culpa, mas ninguém pode ser acusado de culpado, porque o problema se arrasta há séculos, na terceira cidade mais antiga do Brasil. Ninguém nunca teve o cuidado de pensar a cidade projetando o futuro. O sistema de escoamento d'água é antigo e, nos bairros novos praticamente não existe.

Sem solução

Seria razoável entender a ocorrência de inundações nas áreas mais centrais, históricas, em que o sistema data da fundação da cidade. Mas é inconcebivel que os bairros construidos depois não tenham sido projetados com o escoamento de água compatível com suas necessidades.
Enquanto isso, Governo e Prefeitura, comandados por agentes públicos adversários ficam se acusando entre sí, na tentativa de causar danos eleitorais um no outro, e ações para aplacar o problema, nenuma; muito menos um projeto destinado a implantar, progressivamente, um sistema de que a cidade está precisando faz tempo.

Há de se registrar que a Prefeitura de João Pessoa solucionou dois problemas sérios de inundações: um no Parque Solon de Lucena (Lagoa) e outro no final da Avenida José Américo (Beira Rio) onde foi construido um pequeno elevado sovre o nível das águas do Rio Jaguaribe. E, ao que parece, pensa que resolveu tudo ou que apenas isto basta. Sempre que há inundações, vem o velho discurso lembrando estes fatos. Acontece que João Pessoa é bem maior do que a Lagoa e a Beira Rio.


Paraíba Já
Da editoria do Portal Paraiba Já a coluna recebeu farta comprovação de que, de fato, aquele foi o veículo de comunicação que detonou, em primeira mão, aqueles áudios em que os secretários Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares estariam tratando de uma suposta improbidade administrativa. SEgundo o seu proprietário, Fábio Bernardo, um trabalho minucioso e de garimpo pela informação.

Não havíamos dado o crédito, porque a coluna recebeu o material pelo Whatsapp, sem que houvesse o crédito devido.

No mais, a paz do Senhor esteja sempre com todos nós. ;-)

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Compartilhe

COMENTÁRIOS