João Pessoa, 20 de Maio de 2019

COLUNISTAS

Política
25/02/2019 as 20:35min - Wellington Farias
Contrato com a tal Aliança poderá comprometer a reputação da gestão de Romero?

É verdade mesmo que o prefeito de Campina Grande,  Romero Rodrigues, está relutante em encerrar o contrato que o município mantém com a Aliança? Para quem não sabe:  esta empresa é a responsável por organizar o Maior São João do Mundo e fazer contratações das respectivas atrações. 

Pior que Isso, segundo a imprensa campinense, Romero nem cogita a possibilidade de livrar-se dela..

O que há demais em manter os contratos?! Ora, os proprietário da tal Aliança Comunicação e Cultura Ltda foram alvos de busca e apreensões durante a Operação Fantoche da Polícia Federal.

A tal operação atuou na desarticulação de uma organização que praticava crimes contra a administração pública, fraudes licitatórias, associação criminosa e lavagem de ativos. 
Além disso, a empresa é acusada de desviar mais de R$ 400 milhões de recursos públicos.

Já dizia o filósofo Branxu: prudência e caldo de galinha não faz mal a ninguém.  Portanto, se Romero não cancelar este contrato com a Aliança,  corre o risco de conivência com as ações desta empresa e de manchar a reputação de sua gestão. 

Desde já foi corre à boca miúda em toda esquina de Campina Grande que este contrato com a tal empresa não resiste a uma sindicância.  Tudo boato, mas por si só a situação denota que o vínculo com a tal empresa já respinga na gestão de Romero.  Por enquanto só respinga . Mas é se...

Desrespeito 


A Semob precisa agir com rigor contra as empresas de transportes coletivos de João Pessoa que estão desrespeitando os direitos do usuário.
Na parada que fica próximo ao Centro de Tecnologia da UFPB é muito comum motoristas não atenderem às solicitações dos usuários sobretudo no turno da noite.
Só num turno documentamos com vídeos dois destes casos na mencionada parada e em poucos minutos. 

Mercado 


Na marcha em que as coisas andam por ali, não demora o Mercado Central voltar a ser o lixo que era antes. A sujeira é tanta que em algumas áreas é impraticável se fazer refeição por causa do fedor.

Balcão


O governo diferente de Jair Messias Bolsonaro é igualzinho a todos os outros. Igual naquilo que tem de pior, porque de bom nada serviu até agora.
Começou o balcão de negócios. Viram ontem a nomeação de Benjamim Maranhão para um irrelevante cargo?  
Alguém adivinha como o senador Maranhão deve votar na reforma da Previdência?

 

Wellington Farias 

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Compartilhe

COMENTÁRIOS