O Plenário do Fórum Criminal de João Pessoa, abrigará quinta-feira (16) a partir das 14h, o inicio do julgamento referente à Operação Cartola, que desarticulou uma suposta organização criminosa, composta por ex-dirigentes de clubes, árbitros e membros da Federação Paraibana de Futebol (FPF), acusada de manipular resultados do Campeonato Paraibano de Futebol em 2018.

 

Neste julgamento, serão ouvidas 12 testemunhas de acusação na primeira audiência do caso. Conforme informações do Cartório, devido ao grande número de pessoas envolvidas no processo, as audiências foram fracionadas.

 

Sendo assim primeiro, serão ouvidas as testemunhas de acusação, em outra data, a ser agendada posteriormente, será a vez das testemunhas da defesa e, por último, será marcada outra audiência para os interrogatórios dos denuncia-dos. Além disso, foram encaminhadas cartas precatórias para ouvir pessoas na Comarca de Campina Grande e em outros estados.

 

Operação Cartola

Deflagrada no início do ano passado e no decorrer de oito meses de investigação, aproximadamente 105 mil ligações telefônicas de pessoas suspeitas foram gravadas, com autorização judicial. Segundo a Polícia Civil, 80 pessoas foram investigadas no esquema. A operação teve como objetivo apurar crimes cometidos por uma organização composta por membros da Federação Paraibana de Futebol (FPF).

 

Redação

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia prende acusado de ataques a banco em Campina Grande

Mais um acusado de envolvimento em ataques a instituições financeiras foi preso pela Policia Militar em Campina Grande. A ação, que capturou um homem procurado pelo crime de furto qualificado…

Polícia apreende drogas escondidas em mata de João Pessoa

A Polícia Militar apreendeu a droga que seria vendida na noite dessa quarta-feira (27), na comunidade do Riachinho, no bairro Treze de Maio, na Capital. No total, foi apreendido mais…