João Pessoa, 13 de Dezembro de 2018
Brasil
01/12/2012 as 14:39min - PB Agora
Rachel Sheherazade causa polêmica em comentário

 A apresentadora Rachel Sheherazade (foto), do SBT Brasil, acusou ontem (30) os defensores do Estado laico de “intolerantes” por “voltarem sua ira contra a minúscula citação ['Deus seja louvado'] nas notas do real”.

Para ela, os laicistas estão perseguindo o cristianismo, porque querem acabar com o ensino religioso e tirar o crucifixo das repartições públicas.

Rachel fez esses comentários após ler a notícia de que a a juíza Diana Brunstein, da 7ª Vara da Justiça Federal em São Paulo, tinha negado pedido do MPF (Ministério Público Federal) para a supressão da referência a Deus das cédulas do real.

A apresentadora disse que os defensores do Estado laico são ingratos para com o cristianismo, que, segundo ela, é o responsável por princípios como liberdade, honestidade, respeito e justiça. “É no mínimo uma ingratidão à doutrina que inspirou nossa cultura, nossos valores e até mesmo a nossa própria Constituição promulgada sob a proteção de Deus.”

Afirmou que “o próximo alvo dos laicistas” será a Constituição, para dali tentar tirar a referência a Deus. “Mas aí não bastará uma simples ação civil, [porque] eles terão de emendar a Constituição”.

Rachel disse concordar com o presidente do Senado, José Sarney, para quem o Ministério Público, ao entrar na Justiça com ação contra a menção a Deus no dinheiro, demonstrou não ter “o que fazer”.

Antes de ser contratada pelo SBT Brasil, Rachel trabalhava no Tambaú Notícias, da paraibana TV Tambaú. Em 2011, ela conseguiu chamar a atenção nas redes sociais ao criticar o Carnaval com um discurso moralista.


Veja o vídeo na íntegra:

Paulo Lopes

Compartilhe