O presidente do Superior de Justiça, ministro João Otávio de Noronha (foto), rejeitou liminar em habeas corpus requerida pela defesa de um homem acusado de mandar matar o sogro na Paraíba para ter acesso a parte da herança.

Cícero Antonio da Cruz Almeida está preso preventivamente desde o ano passado, apontado como o “mentor intelectual do crime”, conforme informação do ´Estadão´.

O estadão

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
Compartilhamentos
Total
Compartilhamentos
VEJA TAMBÉM  Russo desconfia de Zyah e Demir
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Moro não reconhece autenticidade de mensagens de site

O Ministério da da Justiça e Segurança Pública divulgou nota à imprensa, hoje (15), na qual afirma que o ministro Sergio Moro “não reconhece a autenticidade e não comentará supostas…

Sorteio da Mega-Sena paga R$ 115 milhões neste sábado

A Caixa Econômica Federal (CEF) realiza hoje (15), às 20 horas, o sorteio do concurso 2.160 da Mega-Sena. O valor estimado do prêmio é de R$ 115 milhões. O sorteio…