João Pessoa, 24 de Maio de 2019
Brasil
11/03/2019 as 09:52min - PB Agora
Chuvas causam alagamentos e estragos em São Paulo e Rio de Janeiro

A forte chuva que começou na noite de domingo (10) e se estende pela segunda (11) provocou alagamentos em diversas regiões da Grande São Paulo e bloqueou vias de acesso para a capital paulista. A previsão é de mais chuva durante o dia.

No Jardim Zaíra, em Mauá, três casas desabaram após um deslizamento de terra. Ninguém se feriu. O mesmo bairro registrou a morte de 4 crianças em fevereiro após outro deslizamento.

Em São Rafael, Zona Leste da capital, um deslizamento de terra atingiu uma casa. A mãe e duas crianças ficaram feridas – uma delas em estado grave. Em Embu, na Grande São Paulo, o desabamento de uma casa deixou 3 feridos graves.

No bairro do Sacomã, no sudeste da capital, carros foram levados pela força da água e outros veículos ficaram ilhados pela enchente forçando seus ocupantes a ficarem no teto dos veículos.

O Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo (CGE) informou que há 18 pontos intransitáveis na cidade (veja a lista dos pontos ao final desta reportagem). A circulação de trens na Linha 10-Turquesa da CPTM está interrompida, sem previsão de normalização.

A Marginal Tietê está em estado de alerta para transbordamento, com risco elevado nas pontes da Dutra, Piqueri e Limão, segundo o CGE.

A Prefeitura de São Paulo anunciou a suspensão do rodízio e da Zona Máxima de Restrição de Circulação, e liberação da circulação de fretados e da Zona Azul.

Bombeiros resgataram moradores ilhados com botes e o helicóptero Águia. Uma família foi retirada de sua casa. Um dos moradores levava um gato nas mãos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, foram registradas 312 ocorrências de enchentes, 121 quedas de árvores e 23 ocorrências de desabamento.

 

Rio de Janeiro -  A chuva forte levou o Município do Rio a entrar em estágio de atenção às 5h50 desta segunda-feira (11). É o segundo nível numa escala de alerta que vai até três.

O Centro de Operações Rio avisou na tarde deste domingo (10) sobre a possibilidade de temporais com raios e rajadas de vento. A previsão para esta manhã se mantém.

Por volta das 7h20, os núcleos de chuva forte começaram a perder força no município do Rio e se descolavam em direção à Niterói, mas ainda havia possibilidade de chuva moderada na Zona Norte e acúmulo de água em diferentes pontos da cidade.

Todos os cidadãos devem se cadastrar no serviço de alertas da Defesa Civil via SMS. Basta enviar o CEP de casa para o número 40199, por mensagem de texto. O serviço é gratuito.

Se necessário, use os telefones de emergência 193 (Corpo de Bombeiros), 199 (Defesa Civil) ou 1746 (Central de Atendimento da Prefeitura do Rio).

Às 7h30, bolsões d'água eram vistos em diferentes pontos da Avenida Brasil. No sentido Centro, havia acúmulo de água na via na altura da Cidade Alta, entre Olaria e Bonsucesso. Já no sentido Zona Oeste, foram registrados alagamentos na altura do Viaduto da Ilha e no Mercado São Sebastião.

Por volta das 7h02, também havia bolsões d'água em vias da Zona Oeste, como na Avenida Engenheiro Souza Filho, em Muzema. Na Zona Sul, havia alagamento na Rua do Catete, na altura da Silveira Martins.

Mais cedo, às 6h30, também foram registrados bolsões d'água em Rio das Pedas e na Estrada do Itanhangá, na Zona Oeste.

No Alto da Boa Vista, uma árvore caiu na Estrada de Furnas às 6h50 e interditou o trânsito. Às 7h37, o Centro de Operações da prefeitura informou a reabertura da via.

G1

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Compartilhe