João Pessoa, 22 de Abril de 2019
Brasil
02/04/2019 as 19:50min - PB Agora
Aliado de Bolsonaro quer criminalizar jogos violentos

Um projeto de lei da Câmara dos Deputados pode proibir jogos violentos como um todo no Brasil. De autoria do deputado Júnior Bozzella (PSL-SP), a proposta prevê até prisão para quem desenvolve ou disponibiliza jogos considerados violentos em todo o país.

O PL-1577 quer banir completamente "jogos violentos" no Brasil. De acordo com o texto do deputado do PSL, o projeto visa "criminalizar o desenvolvimento, a importação, a venda, a cessão, o empréstimo, a disponibilização ou o aluguel de aplicativos ou jogos eletrônicos com conteúdo que incite a violência e dá outras providências". Em caso de descumprimento da legislação, a proposta prevê de três a seis meses ou multa.

Em seu projeto, Bozzella não entrou em detalhes sobre o que considera um jogo violento, e também não propõe um debate para identificar o que pode vir a ser considerado "nocivo". O PL diz apenas que, em caso de aprovação, a proibição desse tipo de jogo passaria a valer dentro de 90 dias.

Deputado concorda com visão de Mourão

Para justificar o projeto, o parlamentar usa o massacre de Suzano, quando dois jovens abriram fogo em uma escola e mataram 10 pessoas antes de tirarem a própria vida. No dia do atentado, o vice-presidente Hamilton Mourão disse que jovens estavam "viciados" em jogos violentos. No texto do projeto, o deputado Bozzella concorda com a visão de Mourão.

"Essa banalização da vida e da violência pela população jovem é advinda pelo convívio constante com jogos eletrônicos violentos. Nesse tipo de “diversão”, os adolescentes e as crianças são incitados a atividades que não condizem com seu perfil, conduzindo a formação de cidadãos perturbados e violentos. Até mesmo para adultos, existem outras atividades de lazer que podem trazer benefícios e não somente malefícios, como os citados jogos," defende o deputado.

O projeto de lei aguarda ainda pelo despacho do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. O Senado Federal também prevê uma discussão sobre jogos violentos no país: uma audiência pública (ainda sem data marcada) prevê um debate sobre o impacto da violência em games na sociedade.

 

Do Olhar Digital 

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Compartilhe