A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor da Paraíba (Procon-PB) se reuniu, na manhã desta sexta-feira (4), com a Secretaria de Juventude Esporte e Lazer do Estado da Paraíba, a Secretaria de Educação do Estado da Paraíba e com entidades estudantis, para discutir sobre a realização de uma operação conjunta de fiscalização em estabelecimentos de venda de ingressos para shows e eventos culturais. O objetivo é garantir o cumprimento da lei da meia-entrada.

 

A superintendente da Autarquia, Késsia Cavalcanti, disse que as equipes de fiscais do Procon-PB já iniciaram as fiscalizações nos eventos do Fest Verão, Lovina e outros, averiguando se os estabelecimentos estão cumprindo o que determina a lei da meia-entrada. “As fiscalizações são periódicas e intensas nesse período de férias e veraneio, entretanto, ocorrem durante o ano todo”, explicou.

 

De acordo com Késsia, a lei da meia-entrada garante um percentual de 40% dos ingressos para estudantes em qualquer espaço do evento. Segundo ela, os ingressos open bar e open food devem ser cobrados separadamente. “Muitos consumidores questionaram que a entrada no open bar e open foodestá sendo cobrada inteira. Isso é permitido, desde que a entrada na casa de show tenha sido cobrada separadamente e oferecida metade do valor para os estudantes, conforme previsão legal”, salientou.

 

Geralmente as casas de shows cobram o valor único para a entrada e o open bar. Se o ingresso para oopen bar custar R$ 200 e deste valor a entrada for R$ 100, o consumidor que tenha direito a meia-entrada pagará metade, totalizando R$ 150 para a entrada e o open bar. A superintendente do Procon-PB explicou ainda que a meia-entrada só deve valer para aqueles que comprovarem por meio de documentos seu direito. “Os estudantes e profissionais da educação que tenham adquirido a meia-entrada devem provar com documento oficial ao estabelecimento, e este tem o direito de exigir o pagamento da diferença no caso de o consumidor estar em desacordo com a lei”, informou Késsia.

 

A secretária executiva da Juventude do Estado, Priscila Gomes, ressaltou a importância dos órgãos do Governo do Estado de defesa do consumidor, educação e cultura se unificarem para garantir que todos os consumidores tenham acesso às informações referentes à lei da meia-entrada. “É uma ação que vai ampliar a informação da meia-entrada e assegurar esses direitos aos cidadãos”, concluiu.

 

O diretor executivo de Desenvolvimento Estudantil da Secretaria da Educação, Tulhio Serrano, afirmou que a operação trará benefícios a todos os consumidores, em especial aos estudantes que terão seus direitos assegurados.

 

Para realizar uma denúncia o consumidor pode ligar para 151 ou acessar o site: www.procon.pb.gov.br e clicar no banner ‘denuncie aqui’ ou por meio das redes sociais do órgão.

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Arrecadação federal de maio chega a R$ 113,2 bilhões

A arrecadação das receitas federais somou R$ 113,278 bilhões em maio de 2019, informou hoje (24) a Secretaria da Receita Federal do Ministério da Economia (SRF). Houve aumento real (descontada…

Servidores do governo da PB têm uma semana para atualizar dados cadastrais

Os servidores do Estado da Paraíba têm uma semana para atualizar dados e receber salário de agosto. A atualização do cadastro é parte do conteúdo de uma portaria assinada pela…