Considerada a segunda melhor data para as vendas no comércio, o Dia das Mães mais uma vez promete esquentar o setor na Paraíba. Segundo dados apurados pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais (IFEP), 64,68% dos paraibanos pretendem presentear na data, sendo o melhor resultado dos últimos três anos. Segundo o presidente da Fecomércio Paraíba, Marconi Medeiros, alguns fatores influenciaram nesta intenção. “Este resultado pode ser atribuído, em parte, à inflação baixa e à maior disponibilidade do crédito para pessoas físicas”, afirmou o presidente. O resultado foi 0,30 pontos percentuais maior que 2018.

            Na análise por sexo, os homens demonstraram maior interesse em presentear as mães, com 64,76%, contra 64,59% das mulheres. Em relação à faixa de renda, o grupo com maior interesse apareceu nos que ganham entre quatro e sete salários mínimos, com 67,39% de intenção. Entre os que não demonstraram interesse em presentear (35,13%), os principais motivos foram mães falecidas (40,76%) e desemprego (14,22%).

Presentes mais procurados

            Os itens de vestuário mais uma vez apareceram como os preferidos para as compras, atingindo 30,97% do total. Em seguida aparecem os perfumes (22,26%), eletrodomésticos e eletroeletrônicos (16,45%) (subdivididos em smartphones (21,57%), micro-ondas (17,65%) e liquidificador (15,69%)), calçados (11,61%), cosméticos (5,48%) e joias e bijuterias (3,84%).  Um total de 9,68% dos que tem a intenção de presentear, até o momento da entrevista, não tinham feito suas escolhas.

            O estudo também buscou conhecer qual o presente que as mães gostariam de receber dos filhos. Eletrodomésticos e eletroeletrônicos apareceram no topo da lista, com 26,47%, seguidos por vestuários (17,65%), perfumes (14,71%), calçados (6,37%) e viagens (5,39%).           

Pretensão de gastos e formas de pagamento

            O gasto médio apurado pela sondagem em 2019 foi de R$ 212,69, superior em 3,16% ao registrado no ano passado. A maior parte dos entrevistados (37,10%) pretendem gastar entre R$ 51 e R$ 100, seguidos pelos que pretendem gastar entre R$ 101 e R$ 200 (27,74%) e os que não desejam ultrapassar os R$ 50 (13,23%). Os respondentes que têm intenção de ultrapassar a faixa de R$ 800 atingiu 5,81% do total.

            Em busca de economias, os respondentes estão mais cautelosos este ano. Um total de 63,20% afirmaram que vão fazer pesquisas de preço antes das compras, e 15,13% irá comprar presente com preço mais baixo. 6,53 vão efetuar compras em conjunto com familiares, e 2,08% estão de olho nos descontos em compras à vista.

            Em relação à forma de pagamento, a maioria dos entrevistados pretendem efetuar o pagamento à vista, com 55,48% do total, sendo a maior parte (78,49%) em dinheiro (método de pagamento diretamente ligado ao grau de desconto oferecido na hora da compra pelos empresários). Em contrapartida, 44,52% pretendem pagar a prazo, sendo a maioria (99,28%) no cartão de crédito.

Locais de compra

            Os shopping centers serão os locais preferidos para as compras do Dia das Mães, sendo respondidos por 52,26% do total de pessoas que tem intenção de comprar. Em seguida aparecem as lojas do centro, com 45,81% de preferência, seguido pelas lojas de bairro (16,13%) e pelo comércio informal (6,45%). Vale ressaltar que a internet será a preferência de 5,81% dos entrevistados.

Perfil do consumidor

            De acordo com a sondagem, a maior parte dos respondentes é do sexo feminino (59,69%). Em relação ao estado civil, 43,38% são solteiros, seguidos por 40,69% de casados. Já no que condiz à faixa etária, 27,06% têm idades entre 26 e 36 anos, 26,3% entre 37 e 47, e 24,57% possuem entre 18 e 25 anos. 41,46% dos respondentes possuem Ensino Médio completo, seguido por 26,53% que possuem Ensino Superior completo e 16,7% com Ensino Superior incompleto.

            A maioria dos entrevistados (48,18%) ganham até dois salários mínimos, e 19,96% estão em uma faixa salaria de dois a quatro salários mínimos. Um total de 18,81% não possui renda, grupo onde se inserem pessoas que não tem ocupação remunerada ou estão fora do mercado, são dependentes financeiros ou estudantes. Em relação à situação financeira, na comparação com o ano passado, 43,76% afirma que a situação está semelhante, enquanto 33,01% consideram pior, seguido por 22,84% que afirmaram estar com uma situação financeira melhor que em 2018.

Metodologia

             A Pesquisa Anual de Intenção de Compras para o Dia das Mães tem como objetivo fornecer subsídios que possam nortear os empresários do comércio a prepararem seus estoques de modo que possam ofertar produtos e serviços que atendam às necessidades dos consumidores. Para as entrevistas, foram aplicados 521 questionários devidamente estruturados, com pesquisas realizadas entre 22 e 26 de abril, em pontos onde ocorrem as maiores concentrações de vendas na Região Metropolitana de João Pessoa. Foi calculado um erro amostrado de 4,29%, com índice de confiança de 95%.

PB Agora com Fecomércio

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário