João Pessoa, 25 de Maio de 2019
Educação
15/05/2019 as 15:00min - PB Agora
Manifestantes tomam ruas da Paraíba para protestar contra cortes na Educação

Nesta quarta-feira (15), manifestantes realizam protestos contra bloqueios em verbas da educação, anunciados pelo Governo Federal, em cidades da Paraíba.

Na Capital, João Pessoa, a concentração do ato público começou às 9h, em frente ao colégio Lyceu Paraibano, no Centro. De acordo com informações da Semob-JP, o protesto já passou pela avenida Getúlio Vargas, pelo entorno da Lagoa, viaduto Miguel Couto, Rua Gama e Melo, Maciel Pinheiro, cruzamento da Guedes Pereira com General Osório, Praça João Pessoa, Ponto de Cem Réis e no começo da tarde bloqueavam o trânsito na Praça 1817.

Organizadores especulam que um total de 15 mil pessoas já passaram pela manifestação.

Em Campina Grande, uma multidão tomou conta da Praça da Bandeira, na manhã desta quinta-feira (15) também em ato contra cortes de verbas na educação superior na cidade.

A concentração se deu na Praça da Bandeira onde centenas de estudantes universitários, comerciantes e demais representantes da sociedade campinense se reuniram para dizer não ao recente corte de verbas das universidades anunciada pelo governo Federal.

Também estão sendo realizados protestos nas cidades de Cajazeiras, Patos, Sousa, Sumé, Pombal, Areia e Monteiro. 

Cajazeiras

Areia

Corte mantido pelo governo Bolsonaro

O corte no orçamento do Ministério da Educação está mantido por Bolsonaro, segundo confirmou a jornalista, Daniela Lima. A confirmação se deu na noite, desta terça-feira, 14, após aliados do governo dizerem que o presidente teria voltado atrás  no contingenciamento de 30% nas verbas da Universidades e Institutos Federais. A Casa Civil da Presidência da República também desmentiu a informação do líder do PSL na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir (PSL-GO), que garantiu que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) havia recuado nos cortes de recursos na educação pública.

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Compartilhe