Estudantes, professores e trabalhadores ligados à educação ocuparão as ruas do Brasil, nesta quinta-feira (30), contra corte de verbas nas universidades e institutos federais, pretendidos pelo governo Jair Bolsonaro. De acordo com um levantamento da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da CUT, são cerca de 150 cidades com manifestações marcadas, seja por secundaristas, universitários, pós-graduandos, professores e trabalhadores. Aqui na Paraíba não é diferente representantes da UEPB, IFPB, UFCG e UFPB, confirmarão presenças em atos em diversas cidades do estado.

 

Apesar da força apresentada no último dia 15, quando 200 cidades pararam contra Bolsonaro, os estudantes afirmam que a educação ainda está sob ataque. “Estive na Câmara dos Deputados em uma audiência pública, na última semana, para tentar argumentar com o ministro da Educação contra os cortes, mas ele se recusa a nos ouvir. Então será pelas ruas que ele vai ter que entender. No dia 15 levamos mais de 2 milhões de pessoas para as ruas, e o nesse dia 30 tem tudo para repetir esse público”, disse a presidenta da UNE, Marianna Dias.

 

As manifestações desta quinta-feira também colocam em pauta a” reforma” da Previdência e a greve geral, marcada pelas centrais sindicais, no dia 14 de junho. A CUT e entidades filiadas, como a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), a Federação Única dos Petroleiros (FUP) e Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam), aderiram à mobilização.

 

Os professores da UEPB, IFPB, UFCG e UFPB, decidiram paralisar hoje (30/05), no Dia Nacional de Lutas em Defesa da Educação Pública. Em Campina Grande as categorias promoverão uma programação de mobilização que começará no início da manhã e se estenderá à tarde, com um ato público às 16h, na Praça da Bandeira.

 

A paralisação com mobilização terá início às 7h, com uma panfletagem no portão principal da universidade, prosseguirá com uma aula pública às 10h, na praça do Bloco BC, com o tema: Laicidade Laica à Luz do Direito, e continuará com a concentração de estudantes, técnicos e professores, a partir das 13h, em frente à instituição, para a organização da caravana para a Praça da Bandeira.

 

A partir das 14h, ocorrerá o evento Universidade na Praça, para mostrar para a população de Campina Grande e região a importância das universidades públicas (UFCG e UEPB) e do instituto Federal de Educação. Professores e estudantes apresentarão banneres com suas pesquisas e realizações acadêmicas. A partir das 16h ocorrerá um ato público unificado em defesa da educação e uma convocação para a greve geral de 14 de junho.

 

Já em João Pessoa a concentração se dará no Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), a partir das 15h.

 

Confira aqui a lista completa da programação da UNE

 

A programação de todos atos nas capitais:

– Rio Branco: Praça da Revolução, centro, a partir das 11h

– Maceió: Praça do Centenário, bairro do Farol, a partir das 13h

– Macapá: Praça da Bandeira, no centro, a partir das 15h

– Manaus: Praça da Saudade, no centro, a partir das 15h

– Salvador: Praça do Campo Grande, próximo ao Teatro Castro Alves, a partir das 10h

– Fortaleza: Praça da Gentilândia, bairro Benfica, às 14h

– Brasília: Museu Nacional da República, a partir das 10h

– Vitória: Teatro da Universidade Federal do Espírito Santo,  na Avenida Fernando Ferrari, às 16h30

– Goiânia: Praça Universitária, Setor Leste Universitário, a partir das 15h

– São Luís: Praça Deodoro, centro, a partir das 15h

– Cuiabá: Praça Alencastro, no Centro Norte, às 14h

– Campo Grande: Praça Ary Coelho, no centro, a partir das 15h

– Belo Horizonte: Praça Afonso Arinos, no centro , às 17h

– Belém: Praça da República, no bairro Campina, às 16h

– João Pessoa:  Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), a partir das 15h

– Curitiba: Praça Santos Antrade, no centro, às 18h

– Recife:  Rua Aurora, em Santo Amaro, a partir das 15h

– Teresina: Praça da Liberdade, no centro, às 8h

– Rio de Janeiro: Candelária, região central, a partir das 15h

– Natal: Praça Cívica, no bairro Petrópolis, às 15h

– Porto Alegre: Esquina Democrática, no centro histórico, às 18h

– Porto Velho: Universidade Federal de Rondônia (UNIR), no centro, às 16h

– Boa Vista: Centro Cívico, a partir das 16h

– Florianópolis: Praça XV de Novembro, no centro, a partir das 15h.

– São Paulo: Largo da Batata, em Pinheiros, a partir das 17h

– Aracaju: Praça General Valadão, região central, a partir das 15h

– Palmas: Universidade Federal do Tocantins (UFT), às 18h

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sai a primeira chamada da lista de espera da UFCG

Estão sendo convocados 1.168 candidatos para o preenchimento de vagas remanescentes

Provas objetivas do concurso da Educação são marcadas para o mês de julho

As provas objetivas do concurso público para área de Educação da rede estadual de ensino estão previstas para acontecer no dia 21 de julho. Ao todo, 43.097 candidatos tiveram as…