João Pessoa, 21 de Janeiro de 2019
Esportes
23/04/2012 as 15:30min - PB Agora
Os artilheiros que fizeram sucesso no Campeonato Paraibano

Os artilheiros que fizeram sucesso no Campeonato Paraibano

 

O maior artilheiro do Campeonato Paraibano foi Edmundo, que fez história no nordeste brasileiro. Foi o principal goleador em três oportunidades. Em 2007, jogando pelo Nacional, de Patos, fez 18 gols. Em 2009, pelo Souza, também fez 18 gols, e em 2010, jogando pelo Botafogo, conseguiu superar a sua própria marca, fazendo 24 gols. No total ele fez 60 gols e mostrou que sempre teve intimidade com a bola.


Mas, apesar de ser um dos maiores goleadores do futebol paraibano, ele não detém a artilharia principal num único campeonato. Essa primazia pertence a Dentinho, ex-jogador do Botafogo, de João Pessoa, e quem em 1983 fez 42 gols. Esse Dentinho não é o mesmo Dentinho que jogou no Corinthians. Abaixo dele vêm três jogadores que fizeram 35 gols. São eles: Rocha (Treze), Aguinaldo (Botafogo) e Marcos Pitombinha (Treze).

 


Warley


Quem merece um capítulo a parte pelo atual retrospecto no futebol paraibano é Warley Silva dos Santos. Aos 34 anos, o atacante já prepara a sua aposentadoria do futebol. Ele joga atualmente pelo Campinense, de Campina Grande, e deve parar no final do ano. O atacante, que defendeu 15 equipes na carreira, já não consegue ter mais tanta disposição para continuar a jogar futebol quanto antigamente. No entanto, mesmo sendo um jogador em final de carreira, ainda é uma atração no futebol paraibano. No ano passado ele defendeu o Treze-PB, o maior rival do seu atual time.

 


Apesar de ter nascido em Brasília, Warley começou a aparecer no futebol no Atlético Paranaense, onde jogou de 1997 à 1998. Em razão do seu bom futebol, surgiu o interesse do São Paulo, que acabou contratando o atacante. No São Paulo, ele jogou de 1998 à 1999. Em seguida foi negociado com a Udinese, da Itália. Warley também defendeu a Seleção Brasileira na época em que Wanderley Luxemburgo foi o treinador.

 


Mas, apesar de ser um bom jogador e bastante habilidoso, na verdade ele nunca se firmou nos clubes em que defendeu. Chegou também a jogar no Palmeiras e no Grêmio, de Porto Alegre, entre outros, e nunca conseguiu deslanchar e decolar na carreira. Porém, espera encerrar a carreira com chave de ouro no Campinense. Ele promete muito empenho para ser campeão em 2012.

 

Campeonato e artilheiros


O Campeonato Paraibano de Futebol é disputado desde 1908, porém, somente a partir de 1938 os artilheiros foram divulgados, com exceção de 1939 à 1956, e também em 1958 e 1959. O equilíbrio na artilharia predomina entre os três principais times da Paraíba. Treze e Campinense já tiveram 13 artilheiros e o Botagofo 12. Veja abaixo a relação dos artilheiros no Paraibano.


1938 - Alírio (União, de João Pessoa) - 8 gols
 

1939 - não divulgado
 

1940 - não divulgado
 

1941 - não divulgado
 

1942 - não divulgado
 

1943 - não divulgado
 

1944 - não divulgado
 

1945 - não divulgado
 

1946 - não divulgado
 

1947 - não divulgado
 

1948 - não divulgado
 

1949 - não divulgado
 

1950 - não divulgado
 

1951 - não foi disputado
 

1952 - não divulgado
 

1953 - não divulgado
 

1954 - não divulgado
 

1955 - não divulgado
 

1956 - não divulgado
 

1957 - Delgado (Auto Esporte, de João Pessoa) - 11
 

1958 - não divulgado
 

1959 - não divulgado
 

1960 - Zezinho Ibiapino (Campinense) - 18
 

1961 - Pedro (Treze) - 10
 

1962 - Tonho Zeca (Campinense) - 12
 

1963 - Cocó (Campinense) - 11
 

1964 - Ruiter (Campinense) - 16
 

1965 - Ireno (Campinense) - 17
 

1966 - Ireno (Campinense) - 11
 

1967 - Farias (Campinense) - 13
 

1968 - Ireno (Campinense) - 20
 

1969 - Nide (Treze) - 16
 

1970 - Dissor (Botafogo, de João Pessoa) - 14
 

1971 - Edgar (Campinense) - 15
 

1972 - Edgar (Campinense) - 15
 

1973 - Vandinho (Treze) - 17
 

1974 - Clóvis (Nacional, de Patos) - 19
 

1975 - Edílson (Atlético, de Sousa) - 13
 

1976 - Edílson (Atlético) - 16
 

1977 - Jorge Demolidor (Botafogo) - 22
 

1978 - Magno (Botafogo) - 15
 

1979 - Adelino (Treze) - 19
 

1980 - Hélcio Jacaré (Treze) - 15
 

1981 - Joãozinho Paulista (Treze) - 30
 

1982 - Lula (Treze) - 22
 

1983 - Dentinho (Botafogo) - 42
 

1984 - Carlinhos Mocotó (Botafogo) - 19
 

1985 - Carlos Roberto (Botafogo) - 15
 

1986 - Garrinchinha (Nacional, de Cabedelo) -
 

1987 - Vamberto (Nacional, de Patos) - 20
 

1988 - Nei (Botafogo) - 14
 

1989 - Rocha (Treze) - 35
 

1990 - Menon (Nacional, de Patos) 17
 

1991 - Orlando (Campinense) - 15
 

1992 - Aguinaldo (Botafogo) 35
 

1993 - Marcos Pitombinha (Treze) - 35
 

1994 - Missinho (Botafogo) - 26
 

1995 - Roberto Michelle (Sousa) - 26
 

1996 - Gilson Jacaré (Socremo, de Monteiro) - 15
 

1997 - Vamberto (Botafogo) - 16
 

1998 - Marcelo Santos (Botafogo) - 24
 

1999 - Bia (Sousa) - 17
 

2000 - Rincón (Treze) - 10
 

2001 - Val Araguaia (Treze) - 15
 

2002 Binho (Campinense) - 16
 

2003 - Paulinho Guerreiro (Atlético Cajazeirense, de Cajazeiras) - 17
 

2004 - Adelino (Campinense) - 19
 

2005 Ânderson (Nacional, de Patos) - 11
 

2006 - Théo (Treze) - 12
 

2007 - Edmundo (Nacional, de Patos) - 18
 

2008 - Fredson e Júnior Mineiro (Sousa) - 14
 

2009 - Edmundo (Sousa) - 18
 

2010 - Edmundo (Botafogo) - 24
 

2011 - Cléo (Treze) - 15 golsOs maiores
 

 

Esporte Nordeste

Compartilhe