João Pessoa, 12 de Dezembro de 2018
Esportes
05/12/2018 as 18:00min - PB Agora
Clubes paraibanos têm dificuldades para enviar delegações à Copa SP

As equipes que vão disputar a Copa São Paulo de Futebol Junior, a partir de janeiro, estão tendo muita dificuldade para conseguir recursos para o deslocamento da Paraíba até São Paulo. A Queimadense vai disputar seus jogos na cidade de Idaiatuba, próximo a Campinas, já o CSP vai até Tupã, a mais de 500 quilômetros da capital. Ambas as equipes estreiam na competição no dia 3 de janeiro.

 

Na Queimadense, a diretoria está tentando, a todo custo, evitar uma viagem de ônibus. No último levantamento feito pelo clube, a despesa seria de R$ 30 mil, além da alimentação durante o percurso. “Nós estamos tentando um pacote de passagens de avião, que sairia a R$ 800,00 por pessoa. Nossa delegação vai com 25 membros, entre jogadores, comissão técnica e dirigentes”, disse o diretor de futebol, Humberto Lopes.

 

O elenco da Queimadense está treinando com um grupo de 30 atletas, mas só 20 viajarão para São Paulo. O trabalho está sendo comandado pelo técnico Fabrício Tavares. Nos próximos dias, a equipe tentará amistosos contra clubes profissionais, que estão em pré-temporada para o Campeonato Paraibano de 2019.

 

A estreia da Queimadense será no dia 3 de janeiro, contra o Fortaleza. A segunda partida acontecerá no dia 6, contra o time da casa, o Primavera, e o último jogo da fase de classificação será no dia 9, contra o Sertãozinho. A expectativa no clube é de fazer uma boa campanha na competição.

 

“Apesar de novato na Copa São Paulo, vamos com o intuito de chegar à segunda fase. Sei que é muito difícil, porque vamos enfrentar equipes com uma infraestrutura muito superior a nossa, e que participam de diversas competições no ano. Nós só participamos do Campeonato Paraibano sub-19, que tem apenas 10 jogos. Além de representar bem o Estado, queremos conseguir negociar alguns de nossos jogadores, para gerar receita para o clube”, afirmou Humberto.

 

No CSP, a situação parece mais complicada. Segundo o técnico e proprietário do clube, Josivaldo Alves, até o momento, ele não conseguiu recursos, e não sabe se a delegação vai de avião ou de ônibus.

 

“A gente só sabe que vai até de trem, mas a luta está grande para conseguir viabilizar esta viagem. Além do deslocamento até São Paulo, teremos ainda outra viagem até Tupã, cerca de 500 quilômetros da capital, onde disputaremos nossos jogos. Vamos com uma delegação de 25 pessoas. Na verdade, até agora, não sei como iremos “, afirmou o dirigente.

 

No momento, o CSP está treinando com 25 jogadores, mas apenas 21 farão parte do grupo que vai para São Paulo. No próximo sábado, o clube fará um amistoso em Pilões, contra uma seleção local. A estreia na Copa São Paulo será dia 3 contra o Atlético- PR. Em seguida, no dia 6, enfrentará o time da casa, o Tupã, e fechará a participação na primeira fase no dia 9, contra o Comercial de Ribeirão Preto

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Compartilhe