O Ministério Público da Paraíba (MPPB) irá analisar os áudios vazados que apontam para uma suposta negociação de dinheiro público entre o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), o secretário de Saúde, Adalberto Fulgêncio, e o secretário de Desenvolvimento Social, Diego Tavares.

O trabalho ficará à cargo da Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e à Improbidade Administrativa (Ccrimp).

Outro lado

A defesa do prefeito afirmou que já protocolou no MPPB uma petição para apurar a suposta “rede arapongagens” para espionar reuniões e conversas entre o prefeito e os secretários.

Segundo o advogado Carlos Pessoa de Aquino, algum promotor da entidade deve pegar o caso.

“Eu fiz uma solicitação para que se apure de maneira contundente essa gravação, a autoria e o cometimento deste crime. Protocolamos uma petição e nós vamos acompanhar. Deve ser encaminhado para algum membro do Ministério Público”, disse o advogado.

 

Redação

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cidades do Brejo e Litoral da Paraíba registram maiores chuvas em junho

O mês de junho tem sido marcado por muitas chuvas na Paraíba. Segundo os dados da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), as maiores precipitações…

“Companhias aéreas prometiam reduzir tarifas ao cobrar pelas bagagens, mas foi o contrário”, diz Ruy

O deputado federal paraibano Ruy Carneiro protestou nesta terça-feira (18) contra a decisão do governo federal de vetar o direito das pessoas de levar, gratuitamente, uma bagagem ao viajar de…