João Pessoa, 23 de Janeiro de 2018
Policial
20/03/2017 as 17:51min - PB Agora
Suspeito de tentar matar adolescente é preso horas após crime

O trabalho investigativo da Polícia Civil, realizado pelo Grupo Tático Especial (GTE) da 17ª Delegacia Seccional de Itaporanga, no Sertão da Paraíba, distante 420 km de João Pessoa, conseguiu identificar e prender nesta segunda-feira (20) Alcemi Inácio de Souza, 43 anos. Ele é o principal suspeito de tentar assassinar na noite desse domingo (19) uma adolescente de 15 anos. A prisão aconteceu menos de 12h horas depois do registro da ocorrência.

A polícia chegou até Alcemi durante os levantamentos realizados no local onde o crime ocorreu. De acordo com testemunhas, a menina de 15 anos estava em um bar nas proximidades do terminal rodoviário de Itaporanga e teria se desentendido com uma mulher. As duas começaram a discutir e o suspeito, que é parente da mulher, pegou uma faca e desferiu vários golpes no abdômen da menor.

As pessoas que estavam no bar começaram a gritar e temendo ser preso, Alcemi fugiu levando a faca usada para praticar o crime. A vítima foi socorrida para o hospital da cidade, mas por causa da gravidade dos ferimentos foi transferida para o Hospital Regional de Patos. Enquanto a adolescente era atendida na unidade de saúde, os policiais realizavam buscas para encontrar o suspeito que teria fugido para a zona rural do município.

Depois de uma diligência realizada durante toda a noite e madrugada, Alcemi Inácio de Souza foi preso no início da manhã desta segunda-feira, na localidade conhecida como Sítio Cantinho. Com ele os policiais encontraram a faca usada na tentativa de homicídio. Durante a abordagem, ele confessou o crime e alegou que praticou a ação criminosa para defender a mulher que seria parente dele. Alcemi foi encaminhado para a Delegacia e autuado por homicídio tentado.

A adolescente de 15 anos segue internada no Hospital de Patos. Alcemi foi encaminhado para a Cadeia Pública da cidade, onde vai aguardar pela decisão da Justiça durante a audiência de custódia.

 

Secom

Compartilhe