Mais da metade dos brasileiros acredita que a posse de armas deve ser proibida no Brasil. A informação foi divulgada pelo Datafolha ontem (11/4), após avaliar a opinião popular acerca de pontos-chaves do pacote anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro. De acordo com a publicação, 64% dos entrevistados são contrários à posse, e 72% não acreditam que a sociedade fica mais segura com pessoas armadas.

 

Além disso, o instituto mostrou que a maioria (51%) tem mais medo do que confiança na polícia, contra 47% que pensam ao contrário.  Ao todo, 81% das pessoas avaliam que a polícia não pode ter liberdade para atirar em suspeitos, já que pode atingir inocentes. Apenas para 17% essa postura é admitida. E 79% acham que os policiais que matam devem ser investigados. Um dos pontos do pacote de Moro é o excludente de ilicitude, que amplia a proteção policial, caso o agente mate uma pessoa durante serviço.

 

No domingo (7/4), 10 militares do Exército dispararam mais de 80 tiros contra um veículo em Guadalupe, na Zona Norte do Rio, que supostamente foi confundido com um automóvel em que estariam criminosos. O músico Evaldo Rosa dos Santos, de 46 anos, morreu no local e duas pessoas ficaram feridas. Para Moro, os autores dos tiros não poderiam ser beneficiados com a redução da pena até a metade ou até com a exclusão total da punição porque não agiram por escusável medo, surpresa ou violenta emoção.

 

O Datafolha entrevistou 2.806 pessoas em 130 municípios em 2 e 3 de abril. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

 

 

 

Redação com dados do Datafolha

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Policia recupera carro que foi roubado de casal no Açude Velho, em CG

A polícia encontrou, ainda na manhã desta quarta-feira (26), o carro de um casal que havia sido roubado por três homens, nesta manhã, quando eles se alongavam para iniciar uma…

‘Operação Xeque-Mate’: 1ª audiência com nove réus e 42 testemunhas ocorre hoje

Está confirmada para hoje (26), às 8h30, a primeira audiência de instrução e julgamento no processo principal da ‘Operação Xeque-Mate’. O juiz Henrique Jorge Jácome de Figueiredo, da 1ª Vara…