Apesar da justiça ter decidido adiar as transferências do empresário Roberto Santiago e do ex-prefeito de Cabedelo, Leto Viana, para presídios comuns alegando falta de estrutura nas unidades de destino o prazo da justiça para a transferência destes  e de mais 24 presos civis em regime especial, que se encontram no 1º e 5º Batalhões da Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros, termina nesse sábado (18).

 

Inicialmente o prazo estava previsto para o dia 13 de maio, mas a prorrogação do período inicial para o cumprimento da medida, estabelecida pela Justiça Militar da Paraíba, foi solicitada pela Vara da Execução Penal (VEP) da Comarca de João Pessoa e pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), para a adoção das medidas cabíveis para o cumprimento da decisão e a devida acomodação dos presos.

 

Segundo os termos da prorrogação os mesmos estão definidos na Portaria 03/2019, assinada por Eslú Eloy Filho, da Justiça Militar da Paraíba, na qual diz: “Atender o pleito e conceder, em caráter excepcional, a prorrogação do prazo por mais dez dias, para que providenciem as medidas necessárias ao cumprimento da ordem”.

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Casal suspeito de torturar criança em Boqueirão é preso pela polícia

Foi preso preventivamente nesta quinta-feira (18), na cidade de Boqueirão, o o casal que torturava um menino de sete anos que foi encontrado e resgatado com sinais de desnutrição e…

Falsário 2: polícia e MPPB prendem suspeito de falsificar notas fiscais

Falsários 2: PC, MPPB e Sefaz prendem acusado de integrar esquema de venda de notas fiscais falsas para sonegar impostos A Delegacia de Crimes Contra Ordem Tributária da Polícia Civil…