João Pessoa, 13 de Dezembro de 2018
Política
15/03/2015 as 13:30min - PB Agora
Manifestações favoráveis ao “impeachment” de Dilma tomam conta de capitais  e chegam  na PB

As manifestações a favor do “impeachment” da presidente Dilma Rousseff (PT) e contra a corrupção e os juros altos, tem tomado conta de algumas das capitais do Brasil. Vestidos de verde e amarelo,  milhares de pessoas "invadiram"  capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, entre outras.

Na Esplanada dos Ministérios e as ruas de Águas Claras, região administrativa a 20 quilômetros do centro de Brasília,os protestos contra a corrupção reuniram mais de 30 mil pessoas segundo os organizadores. Grupos realizaram buzinaços e panelaços, além de se reunir no estacionamento do Estádio Mané Garrincha, no Museu Nacional e na Rodoviária do Plano Piloto para uma passeata.

Os participantes do ato na capital ocupam toda a extensão da Esplanada dos Ministérios no sentido Congresso Nacional.
Durante a manifestação em frente ao Congresso Nacional, um homem exibiu um cartaz em apoio à presidente Dilma Rousseff. Ele foi hostilizado por pessoas que protestam contra o governo federal. O homem teve de pedir proteção à Polícia Militar para deixar o local.

Rio – No Rio de Janeiro, o ato anti-governo reuniu milhares de pessoas na orla de Copacabana. As duas pistas da Avenida Atlântica tiveram que ser interditadas por causa da quantidade de manifestantes.
Às 11h, segundo a última avaliação da PM, o público era de 15 mi. Não houve qualquer registro de confusão mais séria até este horário: alguns pequenos desentendimentos aconteceram com pessoas que mostraram apoio ao governo e à Petrobras e foram vaiados.

O ato foi convocado pelas redes sociais, por grupos como o Vem Pra Rua. O clima era pacífico: manifestantes exibiam camisas e bandeiras brasileiras, pintavam o rosto, apitavam, batiam panelas e cantavam. Pessoas de diferentes idades e famílias inteiras participavam do protesto.

O público reunia manifestantes de diferentes idades e correntes ideológicas. Entre as faixas e cartazes mais frequentes estavam críticas a presidente Dilma Rousseff, pedidos para a saída do Partido dos Trabalhadores (PT) e da presidente do poder e pedidos pelo fim da corrupção.

Em São Paulo, o protesto em São Paulo está marcado para as 14h, mas alguns manifestantes já se concentram no vão livre do Masp, com bandeiras do Brasil e usando roupa verde e amarela.

Manifestantes de Campinas (SP) já deixaram o Largo do Rosário, no centro da cidade, e seguem em marcha rumo ao Centro de Convivência, no Cambuí. A Polícia Militar já confirma 2.500 pessoas no ato. Já os organizadores do movimento “Vem pra Rua” falam em 4.500 manifestantes. O grupo tomou a avenida Francisco Glicério e deve passar pela Catedral Metropolitana, antes de subir a Rua Conceição até o Centro de Convivência, onde o protesto será encerrado por volta das 12h. O trânsito terá interrupções momentâneas para a passagem dos manifestantes. O protesto é pacífico.

 

Paraíba, Na Paraíba as manifestações em favor do “impeachment” da presidente Dilma Rousseff (PT) acontecerão hoje à tarde em João Pessoa, Campina Grande e em diversas outras cidades do País. O ato marcado pelas redes sociais deverá acontecer em três lugares distintos, na Capital. Uma concentração popular está marcada para às 14h na frente do Lyceu Paraibano, no Centro; outro às 15h no Busto de Tamandaré; e, ainda, às 16h, na Praça da Independência.
Em Campina Grande, integrantes do Movimento Brasil Livre Paraíba, com adesão de aproximadamente três mil participantes, agendaram a manifestação para às 14h, com concentração na Praça da Bandeira.

 

PBAgora com G1

Compartilhe