Nesta quarta-feira (05) o governador Ricardo Coutinho (PSB)  declarou que quem estiver insatisfeito com o projeto do PSB tem o caminho livre para deixar a sigla.

As declarações repercutiram após polêmicas em torno da anulação da PEC que impede a reeleição e a eleição antecipada da Mesa Diretora da Casa.

“Ninguém é obrigado a estar no projeto, a estar na situação. Para estar na situação, no nosso partido, é preciso que todos respeitem o próximo, a gestão, o que foi construído. Se não quiser, não tem nenhum problema. Cada um sabe o caminho que precisa ir”, afirmou.

Apesar do tom duro, o governador declarou que não falou para nenhum parlamentar em específico.

“Querer fazer a votação de uma PEC como se fosse um requerimento? PEC é projeto de emenda constitucional. Mexe com a Constituição do Estado e alguém comandar como se fosse requerimento”, disse.

“Eu ajudo a todo mundo, sou companheiro de todos, mas é preciso que todo mundo também respeite o projeto que eu tenho a honra de fazer parte”, concluiu.

PB Agora

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Nova” reforma política?

Em meio à instabilidade política e batalha no parlamento brasileiro pela aprovação de reformas previdenciárias, com vistas a pretensa retomada do crescimento econômico, pouco se discute sobre as eleições de…

Olimpio volta a colocar nome à disposição para ser candidato a prefeito de Campina

O vereador campinense Olimpio Oliveira (MDB) em entrevista a uma emissora de rádio da cidade, ontem (17), revelou seu desejo de ver nas eleições municipais de 2020, um projeto de…