Para enxugar as contas públicas e entrar 2019 com as contas em dia, prefeitos paraibanos estão recorrendo a uma solução caseira, mas não tão simpática – a exoneração em massa de servidores prestadores de serviço cujo vínculo com a administração público é precário, podendo ser nomeados e exonerados por conveniência dos gestores. 

O prefeito do município de Uiraúna, no Sertão, João Bosco Nonato Fernandes foi o mais recente a adotar a medida. Hoje, quinta-feira (6) o ato onde o prefeito determina a exoneração dos ocupantes de cargos comissionados e contratados foi publicada no semanário municipal da cidade.

Livram-se de compor a relação os secretários, tesoureiros, procuradores, gerentes e coordenadores, ocupantes de cargos de diretor e administrador municipal, além daqueles que atuam nos serviços essenciais, que devem ter suas atividades mantidas.

De novembro até agora, já são nove os gestores que têm adotado a medida.

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Pela segunda vez Prefeito de Bananeiras tem contas reprovadas no TCE

A sessão remota aconteceu no dia de ontem (27) e apreciou nessa vez as contas do ano de 2016 do município de Bananeiras com a relatoria do Conselheiro Antônio Claudio.…

Câmeras irão monitorar distanciamento social e uso de máscaras, em Campina

Um sistema, baseado em inteligência artificial, por meio de um software de inteligência artificial (IA) instalado nas câmeras de vigilância da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), vai monitorar…