Colchão, móveis, bacia sanitária, entre outros utensílios são descartados pela população, causando obstáculos aos pedestres que circulam nas calçadas das ruas pelos bairros de João Pessoa. Muito embora exista um serviço chamado 'Cata-Treco', da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), onde a população pode ligar e solicitar o recolhimento do seu descarte, poucos têm conhecimento desse serviço e insistem em jogar objetos nas calçadas.

 

Joaquim Pereira da Silva, morador do bairro do Bessa, revela que para muitos ainda prevalece aquele velho ditado “coloca na calçada que alguém passa e leva”. “Não somente aqui no bairro do Bessa como em diversos bairros a história se repete porque nós desconhecemos esse serviço de recolhimento, então, quando nós temos qualquer outro objeto que não está mais servindo para nossa casa, colocamos na calçada porque às vezes o que não nos serve vai ser de grande utilidade para outros”, argumentou.

 

Em uma rápida passagem em diversos bairros de João Pessoa, o portal fez registro de diversos tipos de objetos descartados nas calçadas. Na rua Agricultor Carlos Onofre Nóbrega, no Conjunto Funcionários II, um sofá foi largado na calçada há meses e, além de impedir a passagem do pedestre, também está servindo de abrigo para animais de rua. “Eu resido nessa rua há mais de 20 anos e a calçada sempre foi o nosso lugar de passeio. Esse sofá está aí há meses abrigando bichos e acumulando insetos sem que ninguém tome providências”.

 

No bairro do Bessa, na Travessa Wellington Luiz, o descarte indevido de objetos é grande. Em um único lugar, impedindo a passagem do pedestre, nós encontramos colchão, sofá, cadeiras, bacia sanitária e diversos pedaços de móveis quebrados. Em uma das ruas bastante movimentadas, onde o tráfego de veículos é constante, parte da calçada na Avenida Pedro II, trecho em frente à Mata do Buraquinho, um velho colchão e diversas metralhas estão impedindo a passagem do pedestre que corre perigo na avenida, colocando a sua vida em risco.

 

De acordo com a assessoria de imprensa da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), o serviço de recolhimento de móveis e objetos de grande porte, o 'Cata-Treco', atende através do 0800 083 2425 ou 3214-7628. A solicitação também pode ser realizada nos perfis oficiais da PMJP nas redes sociais ou presencialmente na sede da Emlur, que fica na Avenida Minas Gerais, nº 177 Bairro dos Estados. Após o registro da solicitação, o prazo para realizar o recolhimento é de até dez dias úteis.

 

Redação

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: Cássio e Romero aprenderam que sobrenome pode ser derrotado e correm para manter hegemonia

As movimentações das placas tectônicas na Rainha da Borborema estão com certa estabilidade em relação às eleições de 2020. O grupo Cunha Lima (PSDB), aliado aos Ribeiro, não deixa dúvidas…

Opinião: Azevêdo investe em segurança hídrica, estrada e energia alternativa para tornar a PB autônoma e competitiva

Mais atento às questões fundamentais para o desenvolvimento do Estado, do que às questões políticas, o governador João Azevêdo sinaliza, com suas ações, que de fato está focado em tudo…