João Pessoa, 24 de Maio de 2019
Política
13/03/2019 as 21:00min - PB Agora
Advogada impedida de falar em Sousa recebe voto de solidariedade da CMJP

Um Voto de Solidariedade foi aprovado por unanimidade, ontem no Plenário da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) apresentado pelo vereador Lucas de Brito (PV) à advogada Myriam Gadelha. O parlamentar explicou que a advogada teve o direito à palavra cerceado durante uma Sessão Especial alusiva ao Dia Internacional da Mulher, realizada na Câmara Municipal de Sousa na última sexta-feira (8).

“Em dezembro de 2018, Myriam foi vítima de agressões praticadas por seu ex-namorado e fez sua inscrição para falar no evento, mas a Mesa Diretora ou o presidente resolveram, antes de chegar a vez dela, finalizar a solenidade, cerceando seu direito de expressão”, disse Lucas sobre às denúncias de agressões físicas e verbais praticadas, segundo as informações, pelo prefeito da cidade de Sousa, Fábio Tyrone (PSB).

Sobre a decisão do Plenário da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), o parlamentar comemorou. “O parlamento de Sousa cassou a palavra de uma mulher no dia em que se comemorava uma data importante. A Câmara de João Pessoa esteve atenta a esse fato e se posicionou muito claramente que repudia a violência contra a mulher sob todas as suas formas”. Ainda na avaliação de Lucas, a expectativa é que o Voto chegue como um recado de que a sociedade não admite esse tipo de violência.

 

Redação

 

 

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Compartilhe