A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de João Pessoa-PB, cobrou a resolução e uma série e de supostas irregularidades envolvendo a atual gestão do Hospital Napoleão Laureano, na capital. As investigações versam sobre uma denúncia anônima encaminhada pela Controladoria Geral da União em que aponta entre as irregularidades ausência de medicamentos, bem como a celebração de contratos com conflitos de interesses.

 

Entre as irregularidades apontadas pelo promotor Alexandre Jorge do Amaral que assina o procedimento administrativo, a por exemplo, o contato de terceirização dos serviços de diagnósticos por imagem celebrado entre s referido hospital com a clínica Azul Arruda Ltda.

 

Por outro lado, o promotor apontou também o relatório de vistoria 79/2019 encaminhado pelo Conselho Regional de Medicina CRM, em que foi constatado a insuficiência de prestação de serviços de saúde, em oncologia por falta de insumos, quimioterápicos, equipamentos danificados, bem como uma levada demanda de pacientes, além de indícios de gestão temerária que culminou na instauração do referido inquérito.

 

Veja o inquérito:

 

""

""

 

 

 

Redação

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Hugo Motta diz que mudança de nome de sigla atende o povo

O deputado federal Hugo Motta, presidente do PRB na Paraíba, comentou sobre a mudança de nome da sua sigla, algo que para o parlamentar não representa uma tática de marketing,…

Análise: ALPB termina seu primeiro semestre em consonância com Executivo

O primeiro semestre da Assembleia Legislativa foi um teste de fogo para o governador João Azevêdo. Não se sabia, ao certo, como a Casa seria “movimentada” após o findar do…