A unidade móvel do Hemocentro da Paraíba estará nesta sexta-feira (5), das 8h às 16h, no Centro de Comunicação, Turismo e Arte (CCTA) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) para realização de coleta de sangue. A ação é promovida por alunos do curso de Relações Públicas, em parceria com o Hemocentro.

 

Durante a coleta, uma van do Hemocentro também ficará disponível para os alunos caso haja necessidade de levá-los para efetuar a doação no Hemocentro. Segundo um dos organizadores da coleta, o estudante Rodrigo Macedo, o objetivo é mobilizar discentes, docentes e servidores técnico-administrativos do campus de João Pessoa e a comunidade que mora próximo à universidade para fazer a doação de sangue. A campanha "Doar Compaixão" busca conscientizar a comunidade universitária sobre a necessidade da prática regular da doação de sangue.

 

Para a coordenadora do Núcleo de Ações Estratégicas do Hemocentro da Paraíba, Elaine Farias de Santana, a ação, além de ajudar a reforçar o estoque de sangue, é importante para a conquista de novos e jovens doadores. “O sangue humano não pode ser fabricado artificialmente, por isso a doação é um ato de vital importância, e que ajuda a salvar vidas”, frisou. A coordenadora lembrou ainda que a necessidade de sangue é constante.

 

Critério para doação de sangue

Podem doar sangue pessoas em boas condições de saúde, que pesem no mínimo 50 kg e tenham entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos devem estar acompanhados do responsável legal – pai ou mãe).

 

Além disso, é preciso estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas, de preferência antes da meia-noite), estar bem alimentado, (evitando comidas gordurosas e, após o almoço, aguardar três horas) e apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

 

 

Alguns fatores impedem a doação, sendo os principais: ter tido hepatite após 11 anos de idade, evidência clínica ou laboratorial de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue (Hepatites B e C AIDS – vírus HIV) e doença de chagas, diabético que já fez uso, pelo menos uma vez, de insulina e usuário de drogas ilícitas e injetáveis.

 

Todo o processo da doação de sangue demora, em média, 1 hora. A coleta dura no máximo 15 minutos e consiste na retirada de cerca de 450ml de sangue, realizada com material estéril, de uso único e descartável.

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Confirmado 12° caso de malária na PB em homem de 35 anos

O município de Conde, no Litoral Sul da Paraíba, já chegou ao seu décimo segundo caso de malária confirmado. A informação foi confirmada na manhã desta terça-feira (18) pela Secretaria de…

Decisão determina acesso de médico aos cursos oferecidos pela Faculdade Unimed

A Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba manteve decisão que determinou que a Faculdade Unimed assegure o direito a um médico ortopedista a ter acesso aos cursos…